11/12/2016 10:23:00

Agricultura familiar e vida no campo

Jovens casais deixam seus empregos na cidade grande para viver da terra e da natureza no interior de Minas



Carlos Alberto/Imprensa/MG


A família de Lara Dias e Alex Santoro comemora a decisão de trocar a capital mineira por Itapecerica
O contato com a natureza e com a terra despertou um novo objetivo de vida em dois jovens casais, que deixaram seus empregos em centros urbanos para viver da agricultura familiar no interior de Minas Gerais. Foi o caso de Lara Dias e Alex Santoro. Eles saíram de Belo Horizonte, em 2009, e foram viver com a família em um sítio em Itapecerica, no Oeste de Minas. “Meus familiares são daqui. Sempre vínhamos visitá-los, até que decidimos voltar para ficar de vez. Tínhamos o terreno e a casa para morar”, conta Lara.

O próximo passo foi escolher e iniciar algum tipo de atividade produtiva no terreno. “Meu sobrinho estudava veterinária na época e me aconselhou a investir na implantação de um plantel de ovelhas. E começamos a visitar criadores de ovelha para entender como funcionava”, relembra. Com a ajuda e a mão de obra de familiares - mãe, sobrinho e irmão -, a agricultora familiar mergulhou na ovinocultura. Eles investiram na fabricação de iogurte. Aos poucos, a produção de queijo gourmet foi sendo incorporada.

Carlos Alberto/Imprensa/MG


A produção de queijos vai tomando proporções de grande negócio, com a introdução da linha gourmet
A empresa vai bem. O laticínio produz, em média, 450 potes de iogurtes por dia. Além do leite, há também as geleias de frutas, feitas pela mãe da empreendedora, que dão sabor ao iogurte de leite de ovelha. Foi criado, também, um bistrô para servir pratos feitos de carne de ovelha macho. A assistência técnica para a criação do laticínio de leite de ovelhas foi prestada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG).

ALIMENTOS ORGÂNICOS
Carlos Alberto/Imprensa/MG


A família inteira participa do trato e do cuidado com as cabras
Outra família que resolveu apostar na vida do campo foi a do jornalista Daniel Aguilar Galera, que se mudou de Belo Horizonte com a mulher e os filhos para um sítio em Botelhos, no Sul de Minas. Além de obter qualidade de vida, a ideia, segundo ele, é viver da terra e se unir à atividade da agricultura familiar com a produção de frutas e hortaliças.

“Preparamos o sítio para produzir alimentos orgânicos. Também queremos produzir lúpulo para as cervejarias artesanais”, conta o empreendedor. Para iniciar, ele buscou ajuda. “O engenheiro agrônomo da Emater me dá todo suporte para começar a produção de orgânicos de forma sustentável”, diz Aguilar.

Saiba mais em www.emater.mg.gov.br ou (31) 3349-8001/ (31) 3349-8120.


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário