29/12/2016 10:30:00

Morre Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher e atriz de Cantando na Chuva



A ariz Debbie Reynolds, mãe da atriz e escritora Carrie Fisher, morreu na noite desta quarta (28), um dia depois de sua filha, aos 84 anos. O filho de Debbie, Todd Fisher, confirmou ao site TMZ que a mãe não resistiu após sofrer um Acidente Vascular Cerebral. "Ela está com Carrie", disse.

Antes, ao ser transportada para o hospital, a condição de Debbie foi avaliada como "entre moderada e grave" (o que significa que os sinais vitais estavam instáveis, mas não chegavam a um nível crítico), ainda segundo o TMZ. O site publicou a chamada de emergência, que foi feita da casa de Todd. O áudio do atendente identifica o caso como um AVC.

A carreira de Debbie Reynolds como atriz e dançarina foi marcada pelo musical "Cantando na Chuva", de 1952, com Gene Kelly e Donald O'Connor. Ela também atuou nos fimes "Será que ele é?" (1997) e "O Guarda-costas" (1992), entre outros, e em séries como "Uma família da pesada" (2008) e "Will & Grace" (1999-2006).

Debbie foi indicada ao Oscar de 1965 por "Inconquistável Molly", ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 1997 e, em 2016, a Academia lhe concedeu o prêmio humanitário Jean Hersholt. Ela também foi indicada cinco vezes ao Globo de Ouro (1951, 1957, 1965, 1970 e 1997) e uma vez ao Emmy (2000) e ganhou diversos prêmios de menor expressão.

Sua filha, Carrie Fisher, morreu aos 60 anos um dia antes. Ela sofreu parada cardíaca no dia 23, dentro de um avião, pouco antes de a aeronave pousar em Los Angeles, vinda de Londes. A atriz e escritora ficou mundialmente famosa pelo papel da Princesa Leia na saga "Star Wars".
Fisher repetiu sua atuação como Leia recentemente em "Star Wars: O Despertar da Força" (2015) e participou das gravações do oitavo episódio da série, ainda sem nome oficial, que tem estreia prevista no Brasil para 15 de dezembro de 2017.

A atriz estava em Londres para a gravação de sua participação na série "Catastrophe". Ela também divulgava seu oitavo livro, "Memórias da princesa: Os diários de Carrie Fisher".
Após a morte da filha, Debbie havia divulgado um comunicado agradecendo aos fãs pelas homenagens: "Obrigado a todos que abraçaram os dons e talentos da minha amada e incrível filha. Estou grata por seus pensamentos e orações, que agora estão a guiando para sua próxima parada. Com amor, a mãe de Carrie".
Carrie escreveu sobre sua relação complicada com a mãe no livro "Postcards from the edge". A obra foi adaptada para o cinema em 1990, com o título "Lembranças de Hollywood", estrelado por Meryl Streep.
Debbie Reynolds se divorciou do pai de seus filhos, Eddie Fisher, em 1959, quando foi revelado que ele tinha um caso com a também atriz Elizabeth Taylor, e se casou outras duas vezes, em 1960 e 1984.
Debbie Reynolds e Carrie Fisher

Após a morte da filha, Debbie havia divulgado um comunicado agradecendo aos fãs pelas homenagens: "Obrigado a todos que abraçaram os dons e talentos da minha amada e incrível filha. Estou grata por seus pensamentos e orações, que agora estão a guiando para sua próxima parada. Com amor, a mãe de Carrie".
Carrie escreveu sobre sua relação complicada com a mãe no livro "Postcards from the edge". A obra foi adaptada para o cinema em 1990, com o título "Lembranças de Hollywood", estrelado por Meryl Streep.
Debbie Reynolds se divorciou do pai de seus filhos, Eddie Fisher, em 1959, quando foi revelado que ele tinha um caso com a também atriz Elizabeth Taylor, e se casou outras duas vezes, em 1960 e 1984.
Debbie Reynolds e Carrie Fisher

Fonte: G1


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário