03/01/2017 14:30:00

Cirurgia plástica: tire suas dúvidas sobre o pré-operatório




Antes de uma cirurgia é necessário uma investigação médica completa, que inclua testes diagnósticos.

Antes de uma cirurgia plástica é necessário uma investigação médica completa, que inclua testes diagnósticos. Parte desta investigação inclui:

• História médica completa, doenças, cirurgias anteriores e presença o não de alguma complicação;
• Existência de algum tipo de alergia e tipo de reação às anestesias anteriores;
• Medicações de uso regular, vitaminas, suplementos de ervas, álcool, tabagismo e outras drogas;
• Anticoncepcionais orais.

Conversamos com o cirurgião plástico Ruben Penteado, (CRM-SP 62.735), diretor do Centro de Medicina Integrada e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, sobre as dúvidas mais frequentes que surgem antes da realização de uma cirurgia. Confira!


Quem tem diabetes, hipertensão ou alguma cardiopatia pode fazer plástica?

Dr. Ruben Penteado - Sim, desde que consulte especialistas nessas áreas para avaliar o grau de comprometimento da saúde e o porte da cirurgia. Dependendo do caso, o cirurgião plástico pode solicitar a presença do cardiologista na sala de operação.

Quais exames são obrigatórios no pré-operatório?

Dr. Ruben Penteado - De urina, sangue, eletrocardiograma, radiografia do tórax e avaliação clínica. O médico pode solicitar outros, de acordo com o tipo de cirurgia que vai fazer. A rinoplastia, por exemplo, exige ressonância magnética para saber se há desvio do septo nasal. Os testes devem ser realizados, no máximo, três meses antes da operação.

Como escolher a melhor prótese?

Dr. Ruben Penteado - Primeiro, são analisados os critérios técnicos, como largura e altura das mamas, grau de flacidez da pele e quantidade de gordura e de glândula mamária. Esses números são lançados em uma tabela específica que identifica de três a quatro modelos de próteses compatíveis com a anatomia da paciente. A partir daí ela decide se quer algo mais projetado ou discreto, um colo mais cheio ou vazio e qual tamanho de sutiã gostaria de usar. Por último, é feita a prova dos moldes em consultório e marcado o procedimento.

Os programas de computador ajudam a prever o resultado da plástica?

Dr. Ruben Penteado - Existem softwares específicos que simulam alterações no contorno corporal e em algumas regiões da face, mas é preciso ter cautela e bom senso para não criar falsas expectativas.

Todo cirurgião está habilitado a fazer uma plástica?


Dr. Ruben Penteado - Não, apenas os médicos que fizeram especialização na área. Quem capacita e controla essa área da medicina é a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Para saber se o médico é cirurgião plástico, acesse o site: www.cirurgiaplastica.org.br.

Quem morre de medo de anestesia pode fazer tratamentos estéticos com ultrassom em vez de lipoaspiração?

Dr. Ruben Penteado – Aparelhos com ultrassom atacam as células de gordura, fazendo com que elas vibrem até explodir. Tudo sem necessidade de anestesia ou corte. Mas não há como comparar o equipamento à cirurgia. Os aparelhos são indicados apenas para pequenas quantidades de gordura localizada, como pneuzinho ou “pochete”.

Qual o limite seguro para a retirada de gordura na lipoaspiração?

Dr. Ruben Penteado - A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica recomenda que não se retire mais do que 7% do peso total da paciente. Se você pesa, por exemplo, 60 quilos, não deve retirar mais do que 4,2 litros de gordura em uma mesma cirurgia. O pós-operatório é importantíssimo e exige repouso nos cinco primeiros dias; uso de cinta compressiva durante as três semanas seguintes; sessões de drenagem linfática para reduzir o edema; e retorno ao consultório médico para curativo.

É preciso fazer uma dieta especial antes da operação?

Dr. Ruben Penteado - Sim. Na véspera, consuma apenas alimentos leves. É imprescindível fazer jejum de oito horas e não ingerir líquidos seis horas antes da cirurgia. Com o estômago vazio, evitam-se fatores de risco, como vômito e refluxo, que podem ser aspirados para o pulmão durante a cirurgia, causando sérios problemas ao organismo.


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário