04/01/2017 09:45:00

“Drummond no Calçadão” em Ipatinga

Centro Cultural Usiminas recebe mostra “Do Outro Lado do Desenho”, de Leo Santana



Os moradores do Vale do Aço podem agora conferir de perto a famosa obra “Drummond no Calçadão”, na exposição “Do Outro Lado do Desenho”, em cartaz na Galeria Hideo Kobayashi, no Centro Cultural Usiminas.

Até o dia 4 de março, o público que visitar a exposição vai se deparar com uma reprodução do calçadão de Copacabana (RJ) e poderá tocar e tirar fotos com a réplica da escultura do escritor Carlos Drummond de Andrade.

Divulgação/ACS CCU


A estátua de Drummond observa as demais obras de seu autor
Depois de passar pelo Rio de Janeiro, Recife e Belo Horizonte, Ipatinga é a primeira cidade do interior a receber a exposição, que apresenta 51 obras do artista mineiro Léo Santana, entre esculturas e desenhos.

O formato da exposição permite aos visitantes um passeio interativo por obras de arte suspensas do artista, que inverte processos artísticos, explora dimensões e recria movimentos humanos.

Desenhos em grafite e esculturas em bronze traçam um paralelo entre o bidimensional e o tridimensional e revelam a produção autoral do artista.
Em um jardim de gente, a exposição possui quatro momentos, intitulados de “Caderno de Viagens”, “Sangue Bom”, “Amigos” e “Meio de Campo”.

Com tamanhos variados, o público poderá transitar entre as obras, na Galeria. Com curadoria do professor e artista visual Marcos Hill, a mostra apresenta outras facetas de Santana, sobretudo aquela nunca antes apresentada: o desenho.

O Leo Santana desenhista apresenta obras em carvão sobre papel que se mostram como resultado, e não como processo. Em movimento inverso, o desenho, que seria o princípio do processo de criação das esculturas, é feito a partir das esculturas prontas.

Divulgação/ACS CCU


As esculturas e desenhos de Leo Santana estão expostos em Ipatinga
Todos os trabalhos do artista valorizam o tridimensional. Os desenhos ficam expostos a uma distância das paredes, muitas vezes, retratados em frente e verso, de maneira facilitar o olhar sobre todos os lados da ilustração.

Figura humana
Leo Santana é um apaixonado pela figura humana e por “gente”, como diz. Tanto nos desenhos como nas esculturas, a corporalidade, o movimento, as sombras, as expressões e a sensualidade traduzem a alma das pessoas retratadas.

“Meu trabalho base é com o bronze. Depois que o descobri realmente me encantei com o processo, com o material e com o resultado”, relata o artista, ao lembrar que, quando começou a trabalhar os monumentos em bronze, seu “carro-chefe”, também passou a se dedicar ao trabalho autoral.

“Minha pesquisa foi toda focada na ‘gente’, no brasileiro, na miscigenação e no sincretismo. Dessa forma, retrato o povo brasileiro e seu cotidiano, principalmente, os meus mais próximos”, completa.

Atividade prática
Para tornar a visita à exposição ainda mais especial, todos os sábados o público da mostra poderá participar de uma atividade prática promovida pela equipe da Ação Educativa do Instituto Cultural Usiminas no ateliê educativo da Galeria Hideo Kobayashi.

Depois de conhecer as obras do artista, o público vai experimentar um pouco do processo de produção de uma escultura. Os visitantes receberão argila para criar formas e depois transpô-las para o desenho, podendo levar o trabalho para casa como recordação.

A diretora do Instituto Cultural Usiminas, Penélope Portugal, salienta a relevância da exposição que até o momento só percorreu algumas capitais brasileiras, onde existem obras do artista instaladas.

“Recebemos ‘Drummond no Calçadão’ e as demais obras de Leo Santana com imensa alegria e esperamos que o público aproveite essa oportunidade para ver de perto trabalhos tão preciosos”, afirma Penélope Portugal.

SERVIÇO:
Exposição “Do Outro Lado do Desenho”
Até o dia 4 de março de 2017
Galeria Hideo Kobayashi – Centro Cultural Usiminas
Visitação gratuita: terça a sábado, das 10h às 21h. Agendamento escolar e público gratuito na Ação Educativa: 31.3824.3731.




Envie o seu Comentário