11/01/2017 15:38:00

Autoridades anunciam plano de ação contra febre amarela

Superintendente afirma que bloqueio viral será realizado na zona rural de Caratinga



Fernando Lopes


Prefeito de Ipatinga, juntamente com autoridades de saúde municipal e regional destacam ações de prevenção e contenção da doença

Os recentes casos de febre amarela provenientes do Vale do Mucuri e da região de Caratinga têm assustado a população do Vale do Aço. Contudo, autoridades da área de saúde garantem que não há motivo para pânico e que a população não corre risco, no momento.

Ao lado do prefeito de Ipatinga, Sebastião Quintão (PMDB), a secretária de Saúde, do município, Kátia Barbalho, e o superintendente regional de saúde de Coronel Fabriciano, Wagner Barbalho, informaram nesta quarta-feira (11) sobre a atual situação da transmissão da febre amarela.

A secretária, que também é presidente do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (COSEMS-MG), informou que a vacinação na cidade segue o calendário estabelecido pelo Ministério da Saúde. “Em todas as nove regionais de saúde de Ipatinga são fornecidas doses da vacina contra a febre amarela. A população que está com o cartão de vacinação desatualizado pode ir aos postos, mas não é necessário tumultos, pois não há nenhum registro de febre amarela na nossa região nem em outra área urbana”, destaca.

Já, Wagner Barbalho explicou que 40 mil doses da vacina chegaram à Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Coronel Fabriciano para serem distribuídas na quinta-feira (12). “A maior parte deste lote de vacinas será destinada para o município de Caratinga e região, que são de responsabilidades desta SRS. Já foi autorizado pelo Ministério da Saúde mais outra remessa que será destinada às cidades do Vale do Aço”, informa.

Hospitalização

Wagner também destacou que, no momento, são analisados 55 casos com suspeitas de febre amarela e que hospitais de Ipatinga e Caratinga terão leitos específicos para atender a demanda. “Para os casos confirmados, o Governo do Estado está contratando os dez leitos de UTI Intermediária do Hospital Márcio Cunha, exclusivos para os pacientes com sintomas de febre amarela. Estamos viabilizando mais sete novos leitos de UTI Convencional do Hospital Municipal de Ipatinga e estamos fazendo um trabalho para reabrir os dez leitos de UTI do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, em Caratinga, que serão reativados entre cinco a dez dias”, detalhou.

A secretária Kátia Barbalho destaca que parte da população do entorno de Caratinga busca a vacina em Ipatinga. Ela orienta que cada um seja vacinado no seu respectivo município. “Todos os locais são atendidos com as doses, e Caratinga de forma prioritária pelo Governo do Estado, portanto não há necessidade de deslocamento”, orientou.

Bloqueio

Além da imunização da população, os órgãos competentes buscam o controle do Aedes aegypti, mosquito conhecido por transmitir dengue, chikungunya e zika. Em ambiente urbano ele também é vetor da febre amarela, embora não haja registro de casos dessa natureza.

O Superintendência Regional de Saúde, Wagner, acrescentou que foi autorizado pelo Governo Estadual o uso do carro fumacê, inicialmente nas regiões atingidas e, depois, nas áreas limítrofes. “Na epidemia de dengue de 2015 para 2016, conseguimos conter o mosquito com esta ferramenta, usaremos ela novamente para o bloqueio”, salienta o superintendente.

A secretária de Saúde de Ipatinga, também pede a contribuição da população neste combate. “Precisamos ficar atentos com o mosquito transmissor. Verifiquem os possíveis focos do vetor, como caixa d’água, ralos, vasos de plantas. O maior número de focos do mosquito da dengue é dentro da nossa própria casa, e este mosquito pode sim trazer a febre amarela para o nosso município. Temos que cuidar do nosso município, precisamos resgatar esse trabalho contra o mosquito porque ele é pequeno, mas tem um poder de destruição muito grande”, alerta Kátia.

Autoridades regionais tranquilizam população sobre a febre amarela


Leia mais:
Administração de Timóteo tranquiliza população sobre Febre Amarela
Nota técnica da Secretaria de Estado da Saúde amplia área para vacinação contra a febre amarela
Sobe para seis número de vítimas de febre amarela na região
Casos de febre hemorrágica mobilizam órgãos de saúde na região




Envie o seu Comentário