12/02/2017 10:19:00

Os mais belos Caminhos do Vale

Usiminas amplia convênio para atender 24 prefeituras do Vale do Aço e entorno



ACS Usiminas


Graças ao agregado da Usiminas, as estradas em Marliéria estão sempre trafegáveis
Com novos contratos assinados no mês de janeiro, o programa Caminhos do Vale, da Usiminas, avançou com 24 municípios da região do Vale do Aço e circunvizinhança. A parceria prevê o fornecimento do agregado siderúrgico, coproduto gerado nos processos produtivos da Usina de Ipatinga, para todas as 24 cidades.

O material é direcionado para pavimentação de estradas rurais, obras que deverão ser acompanhadas de ações socioambientais promovidas pelas prefeituras junto às comunidades locais. A iniciativa deve beneficiar mais de 650 mil pessoas. 

Durante o encontro, a equipe da Usiminas reforçou junto aos prefeitos a importância do desenvolvimento de ações sustentáveis nas comunidades, como instituir ou melhorar programas municipais de gestão ambiental e investir na recuperação e proteção de nascentes, plantio de árvores e cuidados com a fauna e flora, entre outras iniciativas. A intermediação do trabalho será realizada pela Associação dos Municípios do Vale do Aço (AMVA).

ACS Usiminas


Esta praça pública em Marliéria teve o solo compactado com o agregado
“Este programa foi uma oportunidade para desenvolver a aplicação de um coproduto disponível, de forma sustentável e com geração de valor para as comunidades próximas da região onde a Usiminas atua. O retorno que todos nós esperamos é o desenvolvimento de ações de cunho ambiental e social nos municípios que aderiram ao projeto”, destaca o diretor da Usina de Ipatinga, Roberto Maia. 

O trabalho foi fundamental para cidades como Marliéria, que se destacou na aplicação do material no último ano. “Já utilizamos cerca de 200 mil toneladas do agregado siderúrgico, sendo que 80% de nossas estradas são feitas com esse material. Desde que fizemos esta parceria com a Usiminas, não temos tido problemas em relação ao acesso em nossas vias, nem mesmo em épocas de chuva. O deslocamento de agricultores foi facilitado, assim como de estudantes e da população da cidade”, conta o prefeito Geraldo Magela Borges, o “Lalado”. 
 
Crescimento do programa
Desde 2015, o Caminhos do Vale já garantiu a aplicação de mais de 1 milhão de toneladas do agregado siderúrgico, que foram utilizadas em cerca de 600 quilômetros de estradas rurais, na restauração de 50 quilômetros de vias urbanas e na recuperação de 35 pontes, encostas e áreas degradadas.

Para 2017, está prevista a doação total de 420 mil toneladas do material. Mais de 650 mil pessoas devem ser beneficiadas com as melhorias previstas pelas prefeituras. Os contratos do programa foram assinados entre a Usiminas e os municípios de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo, Pingo D’Água, Córrego Novo, Entre Folhas, Vargem Alegre, Bom Jesus do Galho, Santana do Paraíso, Marliéria, Dionísio, Antônio Dias, Jaguaraçu, Belo Oriente, Naque, Periquito, Açucena, Mesquita, Braúnas, Joanésia, Iapu, São João do Oriente, Bugre e Ipaba.
 
Novas
possibilidades
O Grupo de Trabalho Coprodutos da Usiminas atua para que o mesmo agregado siderúrgico usado no programa Caminhos do Vale receba outras aplicações sustentáveis, como o desenvolvimento do corretivo agrícola Usical Silício, que já é comercializado. Os novos destinos do resíduo incluem também a utilização do coproduto como matéria-prima para as indústrias de cimento e agrícola, na produção de fertilizantes e ainda artefatos de concreto e lastro ferroviário.


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário