15/02/2017 16:28:00

Homem morre atropelado por trem de passageiros em Timóteo

Israel Pinto Quintão foi atropelado em travessia da EFVM sob a ponte que liga Fabriciano a Timóteo



Com atualização às 18h
Divulgação


Trem de Passageiros da Vale ficou parado após o acidente

Uma tentativa de travessia da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) terminou com o atropelamento e morte de um homem, na tarde dessa quarta-feira (15). Israel Pinto Quintão, de 54 anos, morreu ao ser atingido pelo trem de passageiros da Vale, que seguia para Belo Horizonte. O acidente aconteceu sob a ponte Mariano Pires, que liga as cidades de Coronel Fabriciano e Timóteo.

O Corpo de Bombeiros Militares foi acionado, mas não havia mais o que fazer. O corpo da vítima foi encontrado estava caído sem vida ao lado de uma bicicleta, à margem do leito da ferrovia. A passagem é usada com frequência para travessia de pessoas que circulam entre o trevo do bairro Alegre e o contorno rodoviário da BR-381.

O maquinista do trem não pode falar com a imprensa, pois esse trabalho é feito pela assessoria da Vale. Entretanto, o sargento PM Evando, que registrou a ocorrência, conversou com ele.

A versão apresentada é a de que, ao avistar o ciclista atravessando, como de costume, o operador da máquina acionou a buzina três vezes.

Esse é um procedimento de praxe mesmo quando não há pedestres à beira da linha. O homem parece ter se assustado e tentou voltar, arrastando a bicicleta. Israel não conseguiu sair da via férrea e a locomotiva atingiu a traseira da bicicleta, relatou o policial ao Diário do Aço.

Com o impacto, o corpo do homem também foi lançado ao solo à margem da ferrovia. Ao perceber que haveria um impacto, o maquinista alega que tentou frear, mas a locomotiva, que tracionava vagões de passageiros, só conseguiu parar 288 metros depois do local onde houve o choque.
Enviada por leitor +reprodução


Corpo de Israel, que foi atingido ao atravessar a EFVM foi encontrado ao lado da ferrovia


Em nota, a Vale se posiciona sobre o acidente

A Vale lamenta informar que nesta quarta-feira, dia 15 de fevereiro, uma pessoa foi atingida por uma composição ferroviária em Timóteo, Minas Gerais, quando trafegava sobre a linha férrea em local não autorizado à circulação de pedestres. Equipes de socorro e autoridades policiais foram imediatamente acionadas para tomar as providências cabíveis.

Ao avistar o pedestre sobre a linha, o maquinista que conduzia a composição seguiu todos os procedimentos de segurança, alertando com buzina e faróis, e aplicando freios de emergência. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu. Cabe ressaltar que, em virtude da inércia, um trem pode percorrer centenas de metros além do local onde foram acionados os freios de emergência antes de parar totalmente.

A Vale ressalta que a convivência segura com a ferrovia depende de procedimentos simples que devem ser observados por todos, maquinistas e comunidades. Frequentemente, a empresa realiza ações de conscientização nos municípios localizados ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), alertando sobre a importância de uma convivência segura e harmônica com a ferrovia. "A Vale reitera seu compromisso com a segurança de suas operações, bem como das comunidades ao longo da EFVM", conclui a nota





Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário