17/03/2017 16:48:00

Brasileiros na Libertadores



Divulgação

Os clubes brasileiros sempre tiveram grandes dificuldades para conquistar o título da Taça Libertadores da América, principalmente quando atuavam contra os times argentinos, que hoje não são mais a referência desta competição. Agora estamos encontrando outros clubes, que também não têm dado facilidades para as nossas equipes.

Nesta temporada também não será diferente, e dos oito clubes brasileiros, vejo que Flamengo e Palmeiras estão melhores preparados, não pelo elenco, mas pela força de conjunto que tem exercido dentro de campo.

O Flamengo montou uma boa equipe, com jogadores experientes, e tem atuado com três jogadores no meio campo, que mesclam força e habilidade, e isto tem dado mais liberdade ao meia Diego para ajudar o ataque, principalmente após a contratação do Berrío, um jogador de muita força e velocidade.

O Palmeiras após a conquista do título brasileiro, manteve a mesma força, com novas contratações e com muitas variações táticas dentro de campo, e investiu também na força física, com jogadores acostumados a grandes decisões, e vejo estas duas equipes saindo na frente para chegar o mais longe possível e até ao título da temporada.

O Botafogo que poucos acreditavam, apostou em Montillo para ser o maestro do time, e vem correspondendo dentro de campo, com vitórias que tem surpreendido o seu torcedor e trazendo mais confiança para a fase de grupos, que foi iniciada com vitória.

A Chapecoense, além de ter que remontar o seu elenco, ainda vem para um grupo muito equilibrado, e vai ter que se superar para conseguir a sua classificação, pois o trauma do desastre aéreo ainda está muito presente no clube.

Outra equipe brasileira, o Atlético do Paraná, trouxe jogadores experientes nestas competições, Grafite, Lucho Gonzales e Carlos Alberto, mas isto não basta para tentar buscar o título, é preciso apostar também na força de campo e de sua torcida,

Um dos candidatos sérios a chegar à fase final é o Flamengo, que investiu pesado e quer realmente brigar pelo título, e fez uma grande estreia, vencendo o San Lorenzo, e mesmo sendo derrotado pela Universidad Católica no meio da semana, tem um elenco forte para se recuperar.

Com um elenco mediano, mesmo sem muita empolgação, acredito que o Santos não deverá ter problemas para passar a fase de mata-mata, pois os seus adversários também não devem trazer muitas dificuldades para a sua classificação.

O Grêmio é o time mais tranquilo nesta fase, pegou uma chave relativamente fácil, sem muitos problemas, mas pode não ter condições de testar seu time contra equipes mais fortes, e isto pode pesar na próxima fase. Mas tem uma equipe de boa pegada, acostumada a participar de grandes jogos com a presença de grande público, dentro ou fora de casa, e não deve ter problemas para classificar.

E ainda tem o Galo, que foi o último brasileiro a conquistar a Taça Libertadores. De acordo com alguns analistas, chega como favorito em seu grupo. Trouxe reforços de peso, como o meio campista Elias, e mesmo tendo perdido o atacante Pratto para o São Paulo, tem três atacantes de qualidade no elenco.

Mas eu não vejo o Atlético bem definido pelo treinador Roger Machado. Danilo, depois de um início muito bom na Libertadores, não tem se apresentado muito bem. O treinador insiste em manter Cazares na reserva, e quando está em campo, ele dá outra dinâmica ao time, pois tem uma grande facilidade na troca de passes.

Um dos principais fatores de deficiência no time é a defesa, principalmente no miolo da zaga, pois quando Leonardo Silva está fora, o time sente dificuldades para se posicionar, e isto vai ter que ser resolvido com a competição em andamento.

Não vejo o Atlético hoje com condições de conquistar o título, é preciso acertar ainda muito na equipe, dar um padrão de força para enfrentar as equipes estrangeiras em condições de igualdade. Flamengo e Palmeiras já provaram que sabem fazer isto muito bem, diante de seus confrontos contra estas equipes, e mesmo sofrendo uma derrota, o time carioca, já provou que fator campo não será problema nesta temporada, pois está muito bem definido pelo seu treinador.

BRUNO
O Boa Esporte teve a coragem de apostar contra várias manifestações, e corre o risco de perder vários patrocinadores, para ter em sua equipe o goleiro Bruno, que cumpriu sete anos de prisão pela participação no assassinato de Eliza Samúdio.

Não quero entrar na questão da justiça, pois não me compete definir quem está certo, se a justiça em liberá-lo ou pela demora excessiva de seu julgamento em outras instâncias. Também não vou defender a atitude do goleiro, pois não concordo com o que ele fez contra uma pessoa, ou teve uma participação efetiva, como insiste em dizer.

Reforço que todo ser humano tem o direito de recomeçar a sua vida, e é esta questão que está em jogo, e ele sendo um atleta profissional, mesmo não sendo aceito pela sociedade, vai ter o direito de recomeçar sua volta aos gramados. Mas também é preciso que, mesmo havendo os do contra, a lei dá a ele este direito.

LEMBRANÇA
Se alguém do futebol regional procurar por alguém chamado Salvador Firmino, praticamente ninguém vai saber que jogador é. Mas quando ele é identificado como Krika, normalmente todos irão reconhecê-lo. Krika é um jogador diferenciado, pois em toda a sua vida só atuou pelo Panorama Esporte Clube, inclusive na categoria Máster. De acordo com as suas contas, jogando pelo clube ele balançou a rede mais de 300 vezes.

Contato com a coluna: roberto50mg@hotmail.com.


Reação dos Leitores





Envie o seu Comentário