19/04/2017 10:26:00

Educação musical em Acesita

Fundação Aperam retoma as aulas musicais para o Coral Infanto-juvenil



Promover o desenvolvimento integrado e sustentável das comunidades onde a Aperam South America atua é missão da Fundação Aperam Acesita, e para isso a instituição reinicia mais uma atividade.

Retomando as aulas de Canto Coral, a Fundação Aperam Acesita ensina, educa e ajuda o desenvolvimento de 30 crianças e adolescentes de 8 a 14 anos no Vale do Aço.

Divulgação/ACS FAA


Entre 8 e 14 anos, 30 crianças compõem o Coral Infanto-juvenil
Com aulas às terças e quintas-feiras, das 18 às 19h30, os participantes do Coral Infanto-juvenil trabalham a educação vocal e respiratória, musicalização, postura, desenvolvimento da imaginação, atenção, raciocínio e memória.

A regente do coral, Josiane Drumond Araújo, diz que estar com as crianças e adolescentes é um trabalho desafiador e gratificante. “Temos um ótimo retorno com elas, melhorando a sua autoestima, socialização e disciplina”, destaca.

Para as aulas de 2017, a regente conta que preparou um repertório divertido. “Vamos trabalhar muita música popular brasileira, chorinhos e músicas infantis, sempre adaptando ao ritmo do grupo”, conta.

Raquel Souza Loureiro tem oito anos e participa do Coral há um ano. “Nas aulas aprendi técnicas de música e disciplinar minha voz, e além disso, minha família toda gosta de me ver nas apresentações do coral”, destaca.

Ariany de Paula Soares tem 11 anos, O pai dela, Cleusmir José Soares, conta que depois que começou a participar do coral sua filha ganhou em disciplina e melhorou o relacionamento com os colegas.

“O trabalho da Fundação Aperam Acesita é muito bonito, além de divertir as crianças e adolescentes, eles aprendem a cantar da forma correta”, garante Cleusmir.

Para mais informações, entre em contato pelo telefone 31 3849 7744.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário