23/04/2017 12:12:00

Viatura da PC que transportava presos bate na BR-458

Policiais civis seguiam sentido Centro quando o acidente ocorreu, por volta das 11h deste domingo



Com atualizações às 16h10
FOTOS: Wellington Fred


Fagner dirigia a viatura policial e saiu ferido gravemente após colidir contra o poste
A colisão de uma viatura da Polícia Civil, no fim da manhã deste domingo (23), deixou um investigador gravemente ferido, outro policial e dois presos também feridos levemente. O acidente aconteceu na alça de acesso da avenida Pedro Linhares Gomes (BR-381) com a avenida Cláudio Moura (BR-458), no bairro Novo Cruzeiro.

O investigador Fagner Merquiades dos Santos, de 35 anos, estava na direção do Fiat Palio Adventure, placas PUE-7241, em companhia do colega Aquiles Luiz de Andrade, de 32 anos. Eles estavam voltando de Timóteo, onde deixaram um preso no Presídio da Comarca que foi autuado durante o plantão na 1ª Delegacia Regional de Ipatinga.

Os policiais civis seguiam para a Penitenciária Dênio Moreira de Carvalho, em Ipaba, onde deixariam o preso Ednaldo Elói, de 30 anos. Em seguida, levariam para o Presídio de Inhapim, o detento Weverton Mateus Rodrigues Silva, de 19 anos, os dois autuados em flagrante por crimes ocorridos na região.

Assim que a viatura começou a subir o acesso, o policial civil perdeu o controle do veículo. Para complicar, chovia no momento do acidente. Após rodar, o carro bateu a lateral esquerda contra o poste de iluminação pública da Cemig. O lado mais danificado era justamente onde estava o motorista. Fagner sofreu graves ferimentos e ficou preso nas ferragens.

O colega dele saiu com ferimentos leves, mesma situação dos dois presos que estavam no cofre da viatura. Equipes do Corpo de Bombeiros Militares e do Samu foram acionados para resgatar os feridos, principalmente o motorista, que ficou desacordado entre as ferragens do carro da Polícia Civil.

Resgate do investigador
Ele foi encaminhado para o Hospital Márcio Cunha com quadro clínico grave, fraturas no braço e na perna e ainda traumatismo crânio-encefálico (TCE), como apurou o Portal Diário do Aço no local do acidente. O investigador passou por uma cirurgia de emergência, no início da tarde, e ficou internado.

Os bombeiros e o Samu socorreram o policial Aquiles e os dois presos, para serem medicados também. Eles apresentavam cortes e dores pelo corpo, a princípio, sem gravidade. “Foi um livramento de Deus. Não via nada, só a batida. Acho que é um sinal para eu mudar de vida”, disse Weverton ao Diário do Aço.

Colegas dos policiais, entre eles os delegados Jorge Caldeira e Helton Cota estiveram no local do acidente. Segundo Jorge, de plantão na 1ª DRPC, os policiais são da equipe de apoio. Eles têm a missão de conduzir os presos autuados para as unidades prisionais na região, logo após o fim de cada plantão.

O perito Luiz Carlos, da Perícia da Polícia Civil, esteve no local e realizou os primeiros levantamentos. O objetivo é tentar apontar a causa que levou ao acidente. Pelas marcas na pista, a viatura da PC perdeu o controle logo que entrou na alça de acesso, com o carro indo para o lado esquerdo. A viatura mudou de lado e seguiu em direção ao poste, no lado direito da via, até bater lateralmente.




Reação dos Leitores





Comentários

Henrique

25 de Abril, 2017 | 11:51
Nossa tristeza. A gente vê notícias de acidentes sempre mas quando é alguém que conhecemos, igual no caso da prima de uma amigo meu que faleceu recentemente quando um caminhão a fechou no posto faisão, cresceu na minha rua embora não fôssemos amigos.
O falecido Fagner, deste acidente, era como eu na faculdade antes de me formar, teve uma grande luta pra pagar matéria. Ficávamos pulando de sala em sala e comentando da dificuldade que era. Sempre foi educado, cordial, fazia questão de cumprimentar, enfim... lamentável.. meus sentimentos!

Sabonete

24 de Abril, 2017 | 07:25
Penso eu que foi dado mais uma oportunidade de vida a esses dois detentos......tomara que após este triste episódio eles repensem em suas vidas.....
Envie o seu Comentário