06/05/2017 20:56:00

Sob risco de interdição, prefeitura de Ipatinga poderá ser transferida

Provisoriamente, Paço Municipal deverá ir para o escritório central da Usiminas



Alex Ferreira


Inaugurado em 1977, prédio enfrenta desgastes e pode ser interditado por falta de segurança


Inaugurado em 29 de janeiro de 1977, o prédio que abriga a Prefeitura de Ipatinga deverá ser desocupado ainda este ano, para uma completa reestruturação. O mais provável é que os departamentos municipais e o gabinete do prefeito sejam levados temporariamente para o antigo escritório central da Usiminas.

Entre vários problemas, o prédio na Praça dos Três Poderes está sem laudo do Corpo de Bombeiros Militares, embora centenas de pessoas, entre servidores e o público, circulem diariamente pelos seis andares onde funcionam os serviços públicos e, às vezes, o sétimo andar, onde se localiza um auditório.

Há alguns anos, servidores municipais demonstram insatisfação com as condições de trabalho por causa do mobiliário arcaico e avariado. A distribuição dos espaços também precisa ser redimensionada. “Há salas grandes demais com poucas pessoas, e outras salas apertadas em que trabalham mais de seis. E divisórias que já passaram por várias mudanças não suportam mais novos arranjos”, resume uma fonte.

O ar-condicionado central também não funciona na maioria dos andares, o que agrava o desconforto nos dias mais quentes do ano, e o revestimento do piso está igualmente desgastado. O desgaste é percebido também no sistema de elevadores, que, apesar da manutenção mecânica e elétrica periódica, apresenta indícios de funcionamento precário.

O sistema elétrico, instalado no fim da década de 1960, quando o prédio começou a ser construído, está completamente defasado, com risco iminente de incêndio e incapacitado de atender novas demandas de tomadas para ligar equipamentos eletrônicos.

Esse problema, por si, justifica um risco de interdição do prédio pelo Corpo de Bombeiros Militares. Para agravar todo esse quadro, inexistem no prédio as saídas de emergência, uma das principais exigências nas edificações atualmente.
O sistema hidráulico é igualmente deficitário, com problemas na maioria dos banheiros e pias, utilizadas pelos servidores e pelo público.

Nem sequer o banheiro do gabinete do prefeito funcionava, na primeira semana de janeiro. Encontrado entupido, o equipamento precisou receber uma “força-tarefa” para que o gabinete tivesse condições plenas de funcionar.

A exemplo dos seis andares que abrigam as secretarias e departamentos, o auditório localizado no sétimo e último andar da Prefeitura de Ipatinga está completamente inadequado para utilização, em função dos mesmos problemas registrados nos demais pavimentos.


Transferência

O pedido de transferência da Prefeitura de Ipatinga para o escritório central da Usiminas teria sido feito pessoalmente pelo prefeito Sebastião Quintão, quando esteve reunido, na última quinta-feira (4), com o presidente da Usiminas, Sérgio Leite, que ficou de estudar a situação antes de dar uma resposta.

Entretanto, conforme apurado pelo Diário do Aço, nos bastidores da administração municipal a expectativa é que ainda este ano essa mudança seja efetivada e, logo em seguida, contratado um projeto para a reestruturação completa do prédio.

Há previsão até da construção de um novo prédio, em anexo ao atual, para abrigar mais setores da prefeitura. Na modernização, cujo valor é desconhecido, seriam utilizados recursos próprios ou financiamento específico para a modernização administrativa.

Destinação

O escritório central da Usiminas, à margem da avenida Pedro Linhares Gomes, trecho urbano da BR-381, é indicado como o local provisório para a prefeitura porque lá apenas três salas são utilizadas atualmente, visto que há alguns anos alguns dos departamentos do escritório foram transferidos para o interior da Usina Intendente Câmara e outros para o escritório Central, no bairro Engenho Nogueira, em Belo Horizonte.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Tadeu

12 de Maio, 2017 | 13:44
#Falta de gestão, nada diferente dos outros órgãos públicos, nada, absolutamente nada, infelizmente sempre quem paga a conta pela ineficiência de administradores públicos, sempre, sempre o povo.

José da Paixão Rodrigues

10 de Maio, 2017 | 10:56
Agora sei para onde vai e o porquê do aumento exagerado do IPTU deste ano.Um exagero o aumento que a Prefeitura nos presenteou neste ano de 2017.Graças a Deus,desisti de ter cachorro em minha casa,caso contrário,teria que pagar pela casinha de cachorro também.A rapaziada da empresa de medição parecia que estava querendo bater metas,tão rápido foi a medição em minha casa.Queria saber se no Castelo,Cariru ,Cidade Nobre e outros bairros que se dizem de ricos,o rigor foi o mesmo como nos bairros afastados?

Maurio

09 de Maio, 2017 | 07:00
qual foi a barganha,, o que a prefeitura,( digo população) terá que ceder, pagar..... para usar o predio da usiminas.
Será que ela está cedendo o espaço de graça, A população quer explicação.





Kennedy

08 de Maio, 2017 | 13:16
a cidade que está precisando de investimento, de reformas, de ruas sem buracos, rodoviária digna, reforma nas escolas, nos postos de saúde.... O posto de saúde do Betânia está um caos !!! As coisas estão feias!!! Ou seja, esqueçam de melhorias na cidade nos próximos 100 anos... Um governo fazendo divida para o outro governo... a cada novas eleições uma cabeça de égua para prejudicar a população....

Sabonete

08 de Maio, 2017 | 08:26
DEVERIAM FAZER UM PACOTÃO DE REFORMA E COLOCAR A RODOVIÁRIA DE IPATINGA TAMBÉM.......NÃO ENTENDO COMO E O PORQUE DE EXISTIR AINDA ESSA RODOVIÁRIA NOJENTA....LOCAL FEIO....ESTRANHO ...DE DIFÍCIL ACESSO....DEVE TER UMA MÁFIA MUITO FORTE POR TRÁS DISSO TUDO.....

Tania Veiga

07 de Maio, 2017 | 22:56
Que escândalo! Um órgão público com sede em uma empresa particular? O que a prefeitura terá que ceder à Usiminas?

Maria da Consolação Vieira

07 de Maio, 2017 | 22:31
Concordo que o prédio precise passar por rereforma. Mas se a prefeitura nåo tem dinheiro pra pagamento pra seus funcionários, como fará pra fazer a reforma? Será que usará o dinheiro do IPTU da Usiminas? É preciso que os vereadores estejam atentos a isso. Que façam seu papel de representantes dos interesses e necessidades do povo.

Humberto

07 de Maio, 2017 | 22:24
O prédio da prefeitura está totalmente fora dos padrões de segurança, não passa no laudo do corpo de bombeiros, deve ser imediatamente evacuado. Guarda corpo, corrimãos, rota de fuga, totalmente fora dos padrões. Parte elétrica, pela NR10, totalmente fora dos padrões. Prédio totalmente sucateado, igual a todo nosso sistema político.
O corpo de bombeiros deveria agir, desativando imediatamente o prédio todo, por questão de segurança.
Das empresas, Usiminas e Cenibra está sendo cobrado a adequação as normas, e, elas estão cumprindo rigorosamente os prazos. Intervenção imediata no prédio da prefeitura... IMEDIATA.. Questão de segurança.

Guttemberg Fontainne

07 de Maio, 2017 | 11:18
Prédio arcaico, estrutura precária, etc... argumentos válidos. E ai eu lhes pergunto: se a prefeitura não tem dinheiro para pagar os aposentados, se não tem dinheiro para quitar férias onde a maioria dos servidores estão com pelo menos 3 pagamentos em atraso, se não tem dinheiro para discutir data base, como vai arrumar os milhões para reforma do prédio? Como pretende arrumar outros milhões para construir um prédio anexo?
Ah, pode conseguir um financiamento, então que providencie isso para cumprir as obrigações financeiras com os servidores, e o argumento que a dívida não é desse governo não é válido porque quem assume a cadeira de prefeito assume toda a responsabilidade financeira, fiscal e moral que o cargo exige.
O que eu sei, e posso dizer porque estou lá dentro diariamente é que absolutamente todas as cadeiras e cargos estão atualmente ocupadas, secretários, secretários adjuntos (seriam um tipo de vice secretários) eu lhes pergunto pra que? Inventaram um tal cargo de assessor de comunicação no qual colocaram dentro da prefeitura duas dúzias de pessoas pra trabalharem de secretárias com salário acima de 3 mil reais, isso o povo não sabe, a folha de pagamento sofreu um impacto imediato de 20% nessa gestão, totalmente na contra mão da responsabilidade fiscal, onde era pra enxugar eles estão arrumando um jeitinho escabroso de disponibilizar mais vagas, esse é um exemplo de governo irresponsável que temos atualmente em nossa cidade, se estava ruim com a dona Chica, com o vovô estamos ferrados de vez.

Leiam no portal da transparência e vão comprovar tudo que estou dizendo, a folha de pagamento está disponível para qualquer cidadão, faça a comparação de uma folha de pagamento mais recente com outra do ano passado e tirem suas próprias conclusões meus queridos.

E tenho dito...

Aline

07 de Maio, 2017 | 10:49
isso pq não viram o predio da secretaria de saude de fabriciano, um lixo, o predio todo rachado, vão esperar acontecer uma tragedia pra mudar de la.

Ronaldo

07 de Maio, 2017 | 06:22
Lamentável.... O poder público sem o mínimo de sensibilidade para com eles mesmos.

Marcos Vasconcelos

07 de Maio, 2017 | 05:00
uma vergonha uma cidade do porte de Ipatinga chegar uma situação desta ,nasci e cresci nesta cidade a 50 anos atrás a que me orgulhei,hoje o meu orgulho desceu rio abaixo ,e ver a prefeitura de Ipatinga mendigar outro lugar pra administrar, é inacreditável,
Envie o seu Comentário