11/05/2017 10:54:00

Centro, Flamengo e Copacabana são os melhores bairros do Rio para solteiros



Divulgação


Bairro Flamengo, no Rio de Janeiro: Mercado aumenta ofertas de imóveis de um dormitório para quem quer morar sozinho


Morar sozinho está se tornando o desejo de um número cada vez maior de brasileiros. Nos últimos anos, o mercado imobiliário vem mudando para acompanhar essa tendência e aumentando a oferta de imóveis mais compactos, de apenas um dormitório. De olho nesse perfil, o Storia Imóveis, novo site de venda e aluguel de imóveis de médio e alto padrão da OLX, fez um levantamento dos melhores bairros cariocas para esse público.

Os bairros Centro, Flamengo e Copacabana se mostram os mais atraentes para quem é solteiro ou deseja morar sozinho, reunindo uma quantidade considerável de imóveis habitados por um único morador. No Centro, 19% dos moradores vivem sós, maior taxa da capital; no Flamengo, 16% dos habitantes não dividem o controle remoto com ninguém; e em Copacabana 15% dos imóveis são ocupados por uma pessoa só. Em comum, esses bairros possuem a facilidade de transporte público e a proximidade com regiões centrais e centros comerciais, além da possibilidade de encontrar outros solteiros pela vizinhança.

Entre 2000 e 2010, o Rio de Janeiro teve um crescimento de 33% no número de pessoas que vivem desacompanhadas, chegando a 6% da população da cidade, segundo dados do Censo. Entre os que moram sozinhos, a maioria das mulheres está acima dos 45 anos (78%), enquanto no caso dos homens a divisão é mais equilibrada: 45% dos homens que têm seu próprio espaço têm entre 25 e 44 anos e apenas 50% já passaram dos 45 anos.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Reação dos Leitores





Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário