16/07/2017 14:30:00

Polícia prende “Playboy”, último dos envolvidos nas morte de vigilante bancário e cabo PM

Foragido foi preso no início da tarde deste domingo em Orizânia, na Zona da Mata Mineira, após seis dias de caçada



Portal Caparaó


Momento que Daniel "Playboy" foi preso em Orizânia

Foi preso na tarde deste domingo, Daniel Rodrigues de Aguiar, o “Playboy”, de 34 anos. Ele era o último dos procurados pelo assalto ao banco Sicoob e tentativa de roubo no Banco do Brasil, ataque que resultou em duas mortes em Santa Margarida, na manhã do dia 10 de julho, quando morreram um vigilante bancário e um cabo da Polícia Militar. Playboy e mais três homens, já presos, foram alvo de uma verdadeira caçada realizada por policiais civis e militares após a ação ousada na região da Zona da Mata Mineira.

Conforme relatório da Polícia Militar, o último foragido foi preso em uma casa, perto de trevo da BR-116 em Orizânia, distante cerca de 30 quilômetros de Santa Margarida, cidade onde aconteceu o ataque.

Daniel foi localizado após a interceptação de uma ligação telefônica que ele fez na noite de sábado. A ligação foi rastreada pelo setor de inteligência da polícia e a residência foi cercada. Sem condições de escapar, o procurado saiu em meio a várias pessoas, incluindo crianças, que estavam na residência. Ele temia ser morto a tiros ao deixar a casa. Após ser preso, Playboy também disse onde havia escondido sua arma, uma pistola que foi localizada atrás de um curral, com dois pentes de munição e outros produtos.
Divulgação PM


Daniel Playboy chegou a mobilizar uma verdadeira caçada para sua prisão


"O autor Daniel infiltrou-se em meio às pessoas para sair da casa. Logo em seguida ajoelhou-se, colocou as mãos na cabeça e foi imediatamente preso. Ele tinha uma mochila onde estavam uma pistola e dois carregadores, além de outros objetos. Ele estava preparado para uma fuga".

"A Polícia Militar prendeu, também, duas pessoas que comprovadamente davam apoio na proteção ao criminoso. Enquanto a PM trabalhava dia e noite na busca a esse criminoso que tirou a vida de um trabalhador, o vigilante bancário e de um policial militar, essas pessoas acobertavam esse indivíduo. Por isso foram presas por favorecimento ao crime. Inclusive encontramos um carro que certamente seria utilizado para retirá-lo do local e esse carro foi apreendido", detalhou o comandante do 11º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Sérvio Túlio Mariano Salazar.

Sérvio Túlio acrescentou que as investigações ainda estão em andamento e que deverão apontar a conduta delitiva de cada um dos quatro integrantes da quadrilha, inclusive, identificar quem foi o atirador que estava na carroceria da picape Toro e que disparou a rajada que matou o cabo pm e o atirador que disparou dentro da agência do Banco do Brasil, matando o vigilante bancário.

Todas as pessoas presas foram conduzidas para a Delegacia de Polícia Civil de Muriaé, que tem responsabilidade territorial sobre o local onde foram efetuadas as prisões. Veja, abaixo, entrevista do comandante do 11º BPM:


PERDEU PLAYBOY: Preso o quarto envolvido no assassinato de policial e vigilante


Ataque violento

Com a prisão de Daniel Playboy, ele vai se juntar aos outros, que foram presos menos de 12 horas depois do assalto em Santa Margarida: Wesley Rosa Firmino, 23 anos; Josimar Pereira Rodrigues, 30 anos; e Sirlande da Silva Ferreira, 27 anos. Todos são da mesma região, municípios próximos ao local do crime e a polícia acredita que sejam parte de uma quadrilha que tem atormentado as pessoas naquela região.

Na ação contra os bancos, em Santa Margarida, morreram o cabo PM Marcos Marques da Silva, de 36 anos, e o vigilante Leonardo José Mendes, de 53 anos.

O vigilante foi morto primeiro, assim que os assaltantes invadiram a agência do BB de Santa Margarida. Imagens das câmeras internas do banco mostram que o vigilante estava atrás de um balcão. Ao levantar-se, recebeu uma rajada de tiros e morreu na hora.

Na fuga, os criminosos colocaram dois reféns na carroceria de uma picape Fiat Toro, roubada em Belo Horizonte. Apenas dois policiais faziam patrulhamento no centro de Santa Margarida. Com os reféns na carroceria, nenhum dos policiais atirou contra o veículo. Entretanto, um dos criminosos, na carroceria, efetuou o disparo de uma rajada ao passar por uma esquina e perceber que lá estava o cabo Marques. O policial morreu na hora, segurando um fuzil.

Prisões
Divulgação PM


Esta pistola e outros objetos foram apreendidos com Daniel "Playboy"


No mesmo dia do roubo três criminosos foram presos em uma área rural. A polícia acredita que eles se perderam em uma estrada e não conseguiram chegar a uma segunda picape, Ford Ranger, escondida no meio do mato, na qual provavelmente dariam sequencia à fuga. A primeira picape, Toro, foi encontrada abandonada nas proximidades.

Os primeiros três presos, Wesley Rosa, Josimar Pereira e Sirlande da Silva estão hoje recolhidos ao presídio de Ponte de Nova.

Foram apreendidas armas de alto poder de fogo, entre elas uma submetralhadora, munição e os R$ 90 mil levados do Sicoob. Na fuga, eles tinham abandonado as armas e o dinheiro, no meio do mato.




Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário