12/08/2017 10:04:00

Bandidos atacam taxista na Prainha na BR-381

Vítima conseguiu pular do carro em movimento e o veículo foi incendiado na região de Antônio Dias



Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


O Fiat Siena foi completamente consumido pelas chamas, fogo ateado pelos bandidos em fuga

O taxista J.F.A.S., de 37 anos, passou por momentos de terror no fim da tarde desta sexta-feira (11) ao ser rendido por dois ladrões e ainda ser levado de refém no porta-malas de seu carro. A vítima foi atacada quando passava pela BR-381, nas proximidades da região da Prainha, entre Nova Era e Antônio Dias. O veículo do taxista foi incendiado durante a fuga da polícia.

O Portal Diário do Aço apurou junto à Polícia Rodoviária Federal que a vítima foi rendida por dois bandidos, quando passava devagar por um quebra-molas, nas proximidades do Viaduto da Prainha. O Fiat Siena, placas OWS-0157, era dirigido pelo taxista e estava atrás de uma carreta, por isso a baixa velocidade.

Os dois homens, armados, renderam o taxista e o colocaram no porta-malas do carro. Possivelmente, algum motorista viu a cena e acionou a polícia na região. Equipes da Polícia Militar e da PRF foram acionadas para tentar abordar o veículo com a vítima.

O táxi e os bandidos foram avistados nas proximidades do posto Veraneio, em Antônio Dias, na margem da BR-381. Os assaltantes entraram em uma estrada vicinal, momento que o taxista aproveitou a velocidade mais baixa para abrir o porta-malas e pular do carro em movimento.

Toda a região foi cercada, mas os bandidos conseguiram fugir. Para despistar a ação dos policiais, eles atearam fogo no veículo, destruindo por completo o veículo da vítima. Os autores conseguiram fugir, mas um deles foi identificado e está sendo procurado na região.

Uma unidade do Corpo de Bombeiros socorreu o taxista, que se encontrava em segurança no posto Veraneio após conseguir escapar. Ele foi encaminhando para o Hospital São Camilo (Vital Brazil), em Timóteo, para ser medicado em decorrência dos ferimentos sofridos na fuga.

Veja atualização da notícia:
Reviravolta na tentativa de latrocínio de casal em Antônio Dias



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Carlos Roberto dos Santos

13 de Agosto, 2017 | 11:50
Um quebra molas em uma rodovia federal, longe de áreas urbanas, é muito complicado.
Naquele local, antes e depois daquela ponte em curva, seria mais adequado se fossem colocados sinalizadores do tipo "acorda motorista".

Casio Machado Jaques

13 de Agosto, 2017 | 09:29
Seria uma boa o DNIT retirar estes quebra molas daquela região.

Aaaa

12 de Agosto, 2017 | 16:10
Este quebramolas na Prainha São poucos de vários assaltos acorda segurança publica

João

12 de Agosto, 2017 | 12:18
Vejam bem; este cidadão teve prejuízo material e psicológico provocado pelos marginais... Se presos, custarão à sociedade cerca de R$ 4000,00 mensais cada um, sem contar que eles não são obrigados a ressarcir os prejuízos causados, nem a trabalhar para bancar seu custo primensai e mais, como as leis são frouxas, serão soltos depois e voltarão a praticar mesmos delitos.
Envie o seu Comentário