14/11/2017 15:03:00

Reviravolta na investigação de tentativa de latrocínio em Antônio Dias

Trio é preso e autuado por envolvimento no ataque a casal com objetivo de roubar um revólver



Wellington Fred


Trio preso nega envolvimento em ataque a casal, na Zona Rural de Antônio Dias


Três homens estão recolhidos ao presídio da Comarca de Coronel Fabriciano, acusados de um assalto, seguido de violenta agressão, a um casal no Córrego Mangorreira, na zona rural de Antônio Dias, em 22 de agosto passado. Os presos são Virgílio de Paula Santos, 37 anos, Tiago Tomaz dos Santos, 25 anos, e Vanilton Coelho de Oliveira, 35 anos.

O casal G.A.M., de 59 anos, e C.A.T.M., de 55 anos, foi rendido por dois assaltantes na noite de 22 de agosto. Os criminosos queriam um revólver que acreditavam estar em poder do proprietário do sítio. As vítimas chegaram à propriedade rural às 21h, quando foram surpreendidas por dois homens, encapuzados, que estavam escondidos no interior da residência. Os assaltantes agrediram os dois moradores com chutes, pauladas e um objeto cortante.

O revólver pretendido não estava na propriedade rural, mas os criminosos pegaram uma espingarda. Um deles acabou por efetuar um tiro à queima-roupa, atingindo o rosto da idosa, que sobreviveu ao atentado. Os bandidos fugiram depois em um VW Fusca do casal levando uma bolsa com documentos pessoais e cerca de R$ 550. Na época do crime dois jovens, R.I.V., de 19 anos e M.P.A., de 23 anos, chegaram a ser presos e investigados como suspeitos.

O delegado Vinícius Ferreira disse, em entrevista ao Diário do Aço nesta terça-feira, que após o crime as vítimas manifestaram o reconhecimento a respeito dos dois suspeitos presos preventivamente à época, mas o desdobramento das investigações apontou que os autores seriam outros indivíduos.

Os levantamentos indicaram, conforme o delegado, que o crime foi cometido a mando de Virgílio de Paula Santos, 37 anos, e os executores foram Vanilton Coelho de Oliveira, o Tiquim, de 35 anos, e Tiago Tomaz dos Santos, 25 anos.

“Importante ressaltar que a segregação dos dois primeiros indivíduos apontados pelas vítimas perdurou um tempo estritamente necessário para a conclusão das investigações. Eles foram recolhidos justamente porque não colaboraram com as investigações. Embora os dois não tenham participado do crime, mentiram sobre o local em que estavam e apresentaram álibis falsos. Posteriormente, ficou apurado que eles objetivavam esconder a quebra da liberdade provisória decretada pelo juízo criminal de Timóteo, tendo vista que ambos foram condenados em primeira instância por roubo à mão armada na comarca”, detalhou o delegado.

Nova linha de investigação

Apurado que os dois primeiros suspeitos não eram os autores do crime, os investigadores tiveram outro desafio pela frente, para chegar aos agressores do casal de idosos. Uma nova linha de investigação foi estabelecida e o alvo foram os membros de uma quadrilha com passagens pela polícia por crimes violentos em Antônio Dias.

Para o delegado Vinícius Ferreira, o mandante do crime, Virgílio, lidera, com seu irmão, uma célula criminosa que atua com o roubo de cargas e veículos na BR-381, nas imediações de Antônio Dias. A polícia acredita que a motivação do crime contra o casal era o roubo de um revólver que a vítima tinha em casa.

No entanto, o proprietário rural já havia negociado o revólver quando os criminosos foram roubar a arma. Por não encontrar o que queriam, os criminosos torturaram o idoso e roubaram uma espingarda polveira, arma que foi recolhida pelos policiais durante as investigações.

Virgílio foi preso na sexta-feira (10) e os outros dois, Tiago e Vanilton, já tinham sido presos por causa de outro crime. “Nesta terça-feira, concluímos os trabalhos. Estamos formalizando a prisão preventiva e agora eles estão à disposição da Justiça”, concluiu o delegado.
Wellington Fred


Dois dos acusados já estavam presos, investigados por violento roubo de carro na BR-381


Assalto a taxista na BR-381

Vanilton Coelho e Tiago Tomaz estavam presos desde o dia 3 de outubro, acusados de envolvimento em um assalto no dia 11 de agosto, quando o taxista J.F.A.S., de 37 anos, passou por momentos de terror, depois de ser rendido por dois ladrões na BR-381, região da Prainha, em Antônio Dias.

O motorista foi atacado ao reduzir a velocidade de um táxi Fiat Siena para passar em um quebra-molas. Levado como refém no porta-malas de seu próprio carro, o motorista escapou porque conseguiu abrir o compartimento e saltou do veículo em movimento. Uma testemunha viu o roubo e acionou a polícia, que montou um cerco e iniciou uma perseguição. Os criminosos foram para uma estrada de chão e incendiaram o carro para desviar a atenção da polícia.

Já publicado pelo DA sobre o caso:

Dupla agride violentamente um casal em assalto em Antônio Dias

Bandidos atacam taxista na Prainha em Antônio Dias

Operação conjunta da PC e PRF prende investigados por violento assalto na BR-381 em Antônio Dias


Acusados negam o crime

Tiago Tomaz dos Santos disse, em entrevista ao Diário do Aço, que não participou da tentativa de latrocínio do casal de idosos. “Não tenho nada a ver com isso, não. Devo o caso do taxista, mas no caso dos idosos, não”, insistiu. Apontado como mandante do crime, Virgílio de Paula também negou seu envolvimento.

“As pessoas é que dizem que eu estou envolvido. Sou apicultor e tenho como provar. Não sei nada sobre roubo de cargas também, não. Pago um preço muito caro por ser irmão de Joaquim, mas não tenho nada a ver com isso não”, afirmou. Já Vanilton Coelho, inicialmente, afirmou que não tinha o que declarar e que sua defesa seria apresentada pelo seu advogado. Depois, afirmou que não tinha envolvimento com nenhum dos crimes dos quais é acusado. “Não tenho mais nada a declarar”, voltou a afirmar.


Investigação da PC apresenta novos suspeitos da tentativa de latrocínio em Antônio Dias



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Sr. B

15 de Novembro, 2017 | 11:16
A Penitenciária Denio Moreira de Carvalho em Ipaba - MG foi construída com capacidade para custodiar 348 presos, hoje 15/11/2017 lá se encontram aproximadamente 1300 presos e todos os dias chegam mais.
A Penitenciária de Ipaba é igual coração de mãe, sempre cabe mais uns... Kkkk

Menezes

15 de Novembro, 2017 | 10:21
pior q e verdade mesmo,aqui no Brasil teria q ser q nem na indonésia,lá eles tem que trabalham para comer, si quiser dormi num colchão tem q si virar,aqui o vagabundo tem tres refeições diária,si tem esposa ele recebe todo mes,pq aqueles politicos turma de ladrao q esta la nao esta nem ai so querem roubar o povo.por isto em 2018 BOLSONAROS NELES

Mamão

14 de Novembro, 2017 | 17:25
O problema é que depois disso tudo teremos que tratar desse vermes na cadeia.Devia existir uma lei que a família deles deveria tratar desses vermes presos.Covardes,canalhas.Batem em idosos.Vamos ver se na cela serão machões.
Envie o seu Comentário