18/09/2016 22:29:00

Com estranhos ou com pessoas que conhece?

Homens e mulheres contam suas preferências na hora da escolha do par para a "pulada de cerca"




Dados recolhidos de 2.847 homens e 1.415 mulheres do site Victoria Milan
Um terço dos traidores diz que não sente culpa quando têm um caso com uma pessoa que conheceu online. A maioria dos traidores concorda que tem mais receio em ser apanhados caso durmam com alguém que conhecem.

Um estudo revela que ter uma boa conversa on-line é mais importante do que a aparência, localização ou preferência de relacionamento quando se trata de escolher um estranho para ter um "affair" sem culpa.

O estudo, realizado pela VictoriaMilan - um site de encontros para pessoas casadas e comprometidas que pretendem ter um caso – investigou as preferências de 2.847 homens e 1.415 mulheres que são membros do site.

Surpreendentemente, mais de três quartos dos homens e das mulheres pesquisados ​​disseram que prefeririam ter um affair escaldante com um estranho do que com alguém que conheçam.

Um terço afirma que não há culpa se a pessoa não for um amigo ou um conhecido, um quarto acredita que há uma menor hipótese de ser apanhado. Um quinto dos traidores diz que se sente mais confortável e mais à vontade ​​com um estranho do que com um conhecido, ou conhecida. O restante (18%) diz entender que os casos com estranhos são mais emocionantes.

A maioria dos traidores concorda que tem mais medo de ser apanhado, se dormirem com alguém que conheçam (42%). Pouco mais de um quinto diz que sente uma maior seriedade no caso - não é apenas considerado como diversão. 19% diz que se preocupa em desenvolver sentimentos mais profundos, e 18% diz que há muito risco envolvido para que se possam divertir.

É provável que uma boa conversa on-line feche o acordo para um caso com um estranho. Pouco menos de um terço diz que a pessoa se torna mais atrativa se viver numa cidade diferente. 23% diz que está interessado ​​se um estranho tem a mesma ideia de caso que eles. Surpreendentemente, apenas 19% vai escolher um estranho para dormir com base na sua aparência.

O fundador e CEO da Victoria Milan, Sigurd Vedal, disse que os traidores fazem tudo para proteger a sua privacidade, enquanto se divertem ao máximo.

"Os traidores preferem ir para a cama com um estranho, porque não há inibições, há menos expectativas de compromisso e muito pouco risco em ser apanhado. Dormir com alguém que conhece é emocionante e perigoso - mas não vale a pena caso




Comentários

Suely Costa

06 de Outubro, 2016 | 09:58
Esse assunto é tratado como tabu, pela sociedade, mas deveria ser melhor discutido. As pessoas se juntam e fazem um compromisso de fidelidade, em nome de um amor que não costuma durar. Pelo contrário, pode acabar por um tempo e voltar depois. Nos momentos de altos e baixos de um relacionamento de "casados", pode ocorrer o que se chama jocosamente de "pulada de cerca". O que leva esse nome machista, preconceituoso, na prática, é uma busca desesperada de uma pessoa, por um afago, um sexo prazeroso, quente, ainda que momentâneo, por cada um dos cônjuges. Vamos deixar de ser hipocritas e aceitar que mesmo o homem mais sério, ou a mulher mais santa, deixa aflorar, um dia, seu instituto animal, com um fogo inconfessável nas partes íntimas. Não sinta vergonha é a natureza do seu corpo falando mais alto que essa hipocrisia religiosa e social que nos impõe. Pronto, falei.
Envie o seu Comentário