12/01/2018 14:58:00

Morto ipatinguense do bando de “Filipim Branco” ao enfrentar a PM

Marlon Rosa, o Marlim, foi cercado em Belo Horizonte e tentou fugir disparando contra os policiais



Reprodução


Marlon Rosa foi morto ao enfrentar a Polícia Militar, em BH

Marlon Rosa da Silva, de 23 anos, morreu a tiros ao enfrentar policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em Belo Horizonte, por volta das 6h da manhã desta sexta-feira (12). Ele é da quadrilha de Filllipe Moreira Quirino, o “Filipim Branco”, que foi preso na região de Dores de Turvo, na Zona da Mata. Marlon, conhecido como “Marlim”, tinha diversas passagens pela polícia no Vale do Aço.

O Portal Diário do Aço apurou, junto às fontes da Polícia Militar, que Marlon estava em companhia de outra pessoa e conseguiram fugir do cerco policial montado em Dores do Turvo. Eles foram localizados na Vila Corumbiara, na região do Barreiro, em Belo Horizonte. Os policiais foram recebidos à bala e revidaram. Marlim acabou morrendo ao enfrentar os policiais. O outro comparsa conseguiu fugir.

O criminoso estaria envolvido no ataque ao banco Bradesco, na cidade de Dores do Turvo, fato que resultou na prisão do também ipatinguense Fillipe Quirino, o Filipim Branco. Ele havia escapado do Complexo Penitenciário Nelson Hungria, em Contagem, no dia 19 de dezembro passado e, segundo a PM, passou a praticar vários ataques com explosões de caixas eletrônicos de bancos em cidades pequenas.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Cristao

20 de Janeiro, 2018 | 09:08
que deus possa derramar uma medida de graça na vida desses jovens e que todos venham a reconhecer que somente deus tem o poder para libertar o ser humano de uma vida de escravidao espiritual

Só Observo

13 de Janeiro, 2018 | 12:48
Menos um lixo, pena que ainda faltem milhões nesse Brasil, país do bandido.

Bradok

13 de Janeiro, 2018 | 11:00
AQUI NÃO É RIO! KKKK

Jose

13 de Janeiro, 2018 | 10:36
Pela cara do anjinho percebe-se como ele era gente boa

Paulo

13 de Janeiro, 2018 | 08:35
Mais um que vai sentar no colo do capeta. Parábens a esses policiais, mereciam uma medalhar por devolver esse demônio. Ai malandragem de Ipatinga esse é seus destinos.
Parabéns PMMG.

Inferno

12 de Janeiro, 2018 | 20:57
Vai roubar no inferno agora até nunca mais ... kkkk

Bodão

12 de Janeiro, 2018 | 16:50
O Bope veio p ficar em nossa MG, é melhor a malandtagem fugir de nosso estado q o bicho vai pegar! Faca na caveira brother!
Envie o seu Comentário