21 de fevereiro, de 2024 | 08:00

Aeroporto Regional do Vale do Aço receberá R$ 35 milhões em investimentos do governo federal

Divulgação
Em uma segunda etapa, o aeroporto passará pela construção de um novo terminal de passageiros e a ampliação do pátio de aeronavesEm uma segunda etapa, o aeroporto passará pela construção de um novo terminal de passageiros e a ampliação do pátio de aeronaves
Isabelly Quintão - Repórter Diário do Aço
O novo Programa de Aceleração do Crescimento (Novo PAC) em Minas Gerais deverá destinar R$ 121,4 bilhões para que melhorias sejam feitas em todo o estado em relação às áreas de infraestrutura, lazer, sustentabilidade, moradia, educação e saúde.

Conforme divulgado pelo governo federal, R$ 36,7 bilhões serão destinados exclusivamente para o estado mineiro, enquanto R$ 84,8 bilhões serão para obras e ações que também abrangem outros estados.

Uma melhoria significativa destinada à Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) consiste na reforma do Aeroporto Regional do Vale do Aço (IPN), localizado no município de Santana do Paraíso.

A apresentação do balanço das ações do governo federal em Minas Gerais e de anúncios de novos investimentos ocorreu em Belo Horizonte, na semana retrasada.

A solenidade contou com a presença do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva; do ministro de Minas e Energia (MME), Alexandre Silveira; do ministro da Casa Civil, Rui Costa; do governador de Minas, Romeu Zema; e do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.

Melhorias nos aeroportos

Um grande destaque é o recurso de R$ 778,9 milhões destinado para melhorias nos aeroportos regionais do estado. O Aeroporto Regional do Vale do Aço é um dos que irão passar por reformas, junto com os aeródromos de Divinópolis e Governador Valadares.

Além disso, outras concessões existentes em municípios de Minas Gerais também receberão investimentos, como é o caso das concessões de Montes Claros, Uberaba e Uberlândia.

Em nota enviada ao Diário do Aço, a Infraero informou que o investimento inicial no Aeroporto Regional do Vale do Aço será de R$ 35 milhões. “Esse valor será aplicado em 2024 em uma primeira etapa de realização de diversas melhorias no aeroporto, que engloba o reforço e a recuperação da pista de pouso e decolagem, a construção de nova seção contra incêndio, a implantação de infraestrutura para hangares e a reforma da pista de táxi e do pátio de aeronaves existente”, detalhou.

A Infraero também explicou que uma segunda etapa de ações será iniciada este ano, contemplando a construção de um novo terminal de passageiros e a ampliação do pátio de aeronaves.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Zezé

24 de fevereiro, 2024 | 22:06

“Então? Essa conquista não foi de agora com Lula/Alexandre Silveira, essa conquista já demanda tempo e cobranças e negociações antigas. Já passou da hora a muito tempo a necessidade de um Aeroporto digno do cabedal financeiro da nossa região Vale do aço. Uma região rica e produz riquezas em forma aços, Celulose, serviços e construção civil.

JA TA DEMORANDO E TOMARA QUE MELHOREM O ACESSO E SEGURANÇA AO TERMINAL.”

Margarida Ferreira

22 de fevereiro, 2024 | 10:55

“O Brasil feliz denovo, sem o Capitão do Povo. Faz o L cambada de gado.”

Anti Mico

21 de fevereiro, 2024 | 22:53

“Os gados do vale do aço piram!!!!”

Juliano

21 de fevereiro, 2024 | 13:56

“Tomara que estes recursos realmente venham para que seja possível as melhorias no Aeroporto Regional do Vale do Aço. Nossa região demanda um aeroporto com melhor estrutura e mais opções de vôos, principalmente com aviões a jato para os grandes centros urbanos do país.”

Grato

21 de fevereiro, 2024 | 10:47

“Se fosse algo ao contrário o povo estava mandando fazer o L. Como é uma conquista, ninguém agradece.”

Envie seu Comentário