Expo Usipa 2024 02 - 728x90

23 de março, de 2024 | 00:01

Arte do circo é atração em bens tombados de Ipatinga

Fotos: Quarta Dimensão
O artista circense propõe a valorização da cultura localO artista circense propõe a valorização da cultura local
O artista circense Luís Yuner promete levar a arte da palhaçaria do seu Circo Teatro Fool aos patrimônios históricos de Ipatinga, na semana em que se comemora o Dia do Circo e do Teatro em todo o Brasil. Neste domingo (24), a programação terá início na Estação Pouso de Água Limpa, no Novo Centro. Às 15h será realizado espetáculo e logo em seguida, às 16h, uma oficina de circo.

“No dia 27 de março, celebraremos o Dia Nacional do Circo, uma data comemorativa que presta homenagem à arte circense, uma das formas de entretenimento mais tradicionais e queridas do nosso país”, comenta Yuner. A escolha desta data é uma referência ao nascimento do palhaço Piolin, que fez história na década de 1920 encantando plateias de todo o país.

Na próxima quarta-feira (27), o palco Circo Teatro Fool será ao ar livre no largo da Igreja do Ipaneminha, às 9h, com o espetáculo, e às 14h, a oficina de circo. No último domingo do mês (31), no galpão do Parque Ipanema, haverá um bate-papo sobre as tradições do circo e os patrimônios históricos de Ipatinga, a partir das 15h, seguido de espetáculo, às 16h.

Projeto cultural
O projeto “Petit Gatão Pocket Show e Educação Patrimonial em Ipatinga” propõe a “união da magia do circo com a preservação do patrimônio histórico de Ipatinga”, de acordo com a produção, e, por isso, a escolha desses três espaços tombados pelo município que são referências culturais e históricas da população. “Esses locais representam verdadeiros tesouros do patrimônio material da cidade e se transformarão em um grande picadeiro para a celebração da arte circense e dos bens tombados”, argumenta Yuner.

Projeto terá oficinas de circo, shows e bate-papoProjeto terá oficinas de circo, shows e bate-papo
Além das apresentações, o projeto inclui duas oficinas de circo, onde o público poderá experimentar modalidades circenses, como malabarismo, equilibrismo e acrobacias, uma palestra e debate sobre as raízes culturais da cidade. O objetivo é “celebrar a arte circense como parte fundamental do patrimônio histórico de Ipatinga, bem como promover o acesso à cultura e à educação artística, incentivando a preservação do patrimônio e, principalmente, conectar a comunidade com locais históricos e tombados como patrimônio cultural”, descreve a produção.

O elenco que vai integrar a caravana do Circo Fool pelos bens tombados de Ipatinga é formado por Kelver Regis, Rubens Ramalho, José Rodrigues e Wellington Silveira, com a cenografia de Jamaica Tattoo e a atuação e produção de Luís Yuner. O projeto é realizado com recursos da Lei Paulo Gustavo por intermédio da Prefeitura de Ipatinga e do Fundo Municipal de Cultura. Toda a programação terá tradução em libras, e o acesso será 100% gratuito para o público. Mais informações: Instagram @circofool / @palhacopetitgatao.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário