PREF BELO ORIENTE MAIO LARANJA 02 - 728X90

19 de abril, de 2024 | 08:15

PM Rodoviária solicita ao Dnit instalação de radares em Ipatinga

Em uma semana cidade registrou uma série de acidentes graves no trecho urbano da BR-381, dois deles fatais

Anderson Figueiredo
Tenente Marcelo Vieira explicou a respeito da frequência de acidentes e operações de fiscalização de trânsito Tenente Marcelo Vieira explicou a respeito da frequência de acidentes e operações de fiscalização de trânsito
Por Isabelly Quintão - Repórter Diário do Aço
Em menos de uma semana, o município de Ipatinga registrou quatro acidentes graves no trânsito, dentre eles, dois com óbitos. Todos aconteceram na avenida Pedro Linhares Gomes, trecho urbano da BR-381.

Devido à sequência e a dúvida de leitores em saber dos principais fatores que teriam causado os acidentes e o que poderia ser feito para evitá-los, a reportagem do Diário do Aço entrevistou o tenente PM, Marcelo Vieira, comandante do 1º pelotão da Polícia Militar Rodoviária, com sede no Centro de Ipatinga. Entre as medidas, segundo o oficial, está a solicitação de instalação de radares e lombadas. A entrevista completa pode ser assistida ao fim do texto.

Marcelo Vieira pontuou que, embora o município tenha registrado números seguidos de acidentes, neste ano houve uma redução no número de ocorrências. “Quando comparamos o primeiro quadrimestre deste ano, que ainda não acabou, em relação ao mesmo período do ano passado, tivemos uma redução da ordem de mais de 30% do número de acidentes nas rodovias estaduais e rodovias federais delegadas ao 1º pelotão”, afirmou.

Segundo a avaliação do tenente, dentre os principais motivos que levam aos sinistros estão, o excesso de velocidade e o consumo de bebida alcoólica. “Dentre os quatro acidentes graves, dois vitimaram motociclistas. Eles são mais vulneráveis e quando se envolvem em acidentes acabam com sequelas graves, às vezes, fatais”, relatou.

Quanto aos embriagados, o oficial explica que, quando se depara com algum condutor com fala desconexa ou andar cambaleante, pode ser efetuada a prisão dele. “Comumente é utilizado o equipamento etilômetro (bafômetro). Há duas nuances específicas em relação a isso. Uma é uma penalização administrativa, quando o teor alcoólico não excede a 0,34 e a outra é quando rescinde a partir de 0,34. No último caso, já é uma penalidade criminosa, onde a pessoa é presa e levada até a presença da autoridade policial”, detalhou o comandante.

Aplicação de medidas
Marcelo Vieira também ressaltou que uma das principais medidas que vem sendo aplicadas consiste na realização de abordagens, em especial, aos motociclistas. “Fazemos as autuações quando são cabíveis, para ajudar a orientá-los, por parte do órgão executivo da via, que é o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-MG) e também o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit)”.
Além dessa medida preventiva, o comandante também falou sobre outras ações analisadas para evitar os acidentes. “Nós produzimos uma série de ofícios, em específico aqui na 381, já foram produzidos alguns ofícios, com o órgão executivo da Dnit, solicitando dispositivos que venham a reduzir a velocidade, com radares e também lombadas físicas”, ressaltou.

Blitz
Sobre a fiscalização de trânsito, o comandante informou que as operações são pontuais, instaladas principalmente nos locais onde há uma incidência maior de acidentes. “Procuramos abordar uma série de condutores, sejam eles de caminhões, de motocicletas, de automóveis, veículos de passeio. A finalidade é atuar na prevenção”.
Marcelo Vieira acrescentou que a equipe sempre procura de forma semanal mudar os locais das operações para atingir todos os pontos necessários. “Desenvolvemos a sequência diária de operações em pontos específicos. Na semana seguinte refazemos o cronograma. Todos dias tendo um cronograma completo, tanto diurno quanto noturno, de operações pontuais voltadas para prevenção de sinistro de trânsito”, salientou.

Documentação
O tenente explicou que a conferência de dados veiculares é feita de forma sistemática, pois não existe mais a emissão do licenciamento em papel.

“O cidadão faz a consulta on-line do CRV (Certificado do Registro do Veículo) por meio do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores). Utilizamos também sistemas e aplicativos prontos da Polícia Militar, para verificar se os veículos estão licenciados. No Detran Net, é possível consultar autuações e multas, que porventura possam ter sido feitas contra o seu veículo e vários outros serviços que constam neste site. Temos também o aplicativo Sinesp cidadão, que pode favorecer e atender bem ao condutor”, concluiu.

Acidentes recentes


Divulgação/Corpo de Bombeiros
No dia 11, o motociclista Ivam Mendes, de 24 anos, morreu após ser atingido por um Mitsubishi Outlander no perímetro urbano da BR-381No dia 11, o motociclista Ivam Mendes, de 24 anos, morreu após ser atingido por um Mitsubishi Outlander no perímetro urbano da BR-381

Em um dos acidentes, na terça-feira (9) da semana passada, uma idosa foi atropelada na avenida Pedro Linhares Gomes, no bairro Iguaçu. Logo no dia seguinte, um motociclista morreu atropelado na mesma avenida, na pista sentido Horto. O condutor perdeu o controle e foi atropelado pelas rodas dianteiras de um caminhão trator, que tracionava uma carreta. A perda de equilíbrio pode ter sido causada por cabos de fibra ótica que estavam pendurados em um poste à margem da pista.

Na quinta-feira, dia 11, o mesmo trecho foi palco de outro acidente fatal. O sinistro ocorreu próximo à alça que dá acesso aos bairros Horto e Bom Retiro, sentido a Coronel Fabriciano, envolvendo um carro e uma motocicleta. Segundo testemunhas, a condutora do Mitsubishi Outlander trafegava sentido ao Centro quando perdeu o controle, atravessou o canteiro central que divide as pistas e atingiu o motociclista que vinha em sentido contrário em uma Honda/CG 160 Titan.

Também domingo (14) houve outro acidente com um carro em que havia um casal e uma criança. O Toyota Corolla trafegava sentido ao Centro de Ipatinga, quando perdeu o controle e bateu em árvores e na cerca à margem da pista, na divisa com a Estrada de Ferro Vitória a Minas. O homem foi socorrido em estado grave. Os outros dois ocupantes também se feriram, porém, com menos gravidade.




Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Bom

21 de abril, 2024 | 12:40

“O POVO PRECISA E DE EDUCAÇÃO E MAIS AMOR AO PRÓXIMO, ESSE POVINHO AÍ ESTÃO MUITO EGOÍSTAS, E AS AUTORIDADES PRECISAM TOMAR VERGONHA NA CARA E CUIDAR MAIS DA SOCIEDADE QUE ESTÁ ABANDONADA.................”

Ricardo

21 de abril, 2024 | 06:03

“As opiniões aqui manifestadas não serão ouvidas, lidas ou consideradas. Somos apenas leitores e motoristas. Quem manda são os órgãos públicos, a PM, DNIT e prefeitura. Desculpem, somos insignificantes. Mas, vou tbm deixar minha opinião; enquanto não houver uma alça rodoviária da Br 382, a tendência é piorar.”

Janaina

20 de abril, 2024 | 10:59

“Eu acho que os radares é para diminuir o serviço da fiscalização, sobrando mais tempo para o café.”

Elton M. Tavares

20 de abril, 2024 | 10:16

“80% desses acidentes são acusados por imprudência dos motociclistas, não respeitam semáforos, realizam manobras perigosas colocando em risco suas próprias vidas e te terceiros como pedestres e outros motoristas. Ipatinga está cheia de quebra-molas por causa deles, isso complica o trânsito mais ainda além de aumentar bastante o consumo de combustível ao sofrido motorista brasileiro.”

Elton

20 de abril, 2024 | 07:39

“Uma sugestão pra prefeitura onde tem córrego na Cidade e ribeirão de um lado pode ser uma via e do outro lado outra via como é feito nos grandes centros urbanos a exemplo a avenida manaain podia ser só uma pista de mão única no sentido canaã e do outro lado a mesma coisa porém no sentido ao centro mais sabe pq eles não fazem isso muito gasto mais duvido se fizer vai aumentar as faixas de rodagem e não irá mais ter engarrafamento ali perto do parque Ipanema todos os dias”

Feliz

19 de abril, 2024 | 19:40

“So trouxa pra cair nessa de radar e pra educar .e pra arrecadar”

Leitor

19 de abril, 2024 | 17:03

“Difícil, o prefeito é contra ! Prefere quebra molas. Ja colocou até em frente a semáforos! O trânsito de Ipatinga está este inferno em função da políticagem sobre radar. e enquanto não doer no bolso motoristas não vão se educar”

Emerson

19 de abril, 2024 | 15:14

“RADAR E SÓ PRA ARRECADAR MAIS NADA DIMINUI A VELOCIDADE NO RADARES E DEPOIS VOLTA A CORRER PAPO FURADO.... TEM QUE FAZER BLITZ EDUCATIVA E TER POLICIAMENTO NO PERÍMETRO URBANO DA CIDADE..”

Pedro

19 de abril, 2024 | 15:05

“Ipatinga está intransitável com os milhares de QUEBRA MOLAS(mata burros) já existente e ainda estão pedindo mais? Deixa de ser incompetentes senhores administradores!”

Marcio

19 de abril, 2024 | 10:59

“Tem um Prefeito que foi eleito com a promessa de tirar os radares da BR 381 , e o povo aplaudiu”

Adel

19 de abril, 2024 | 10:53

“Não creio que é colocando barreiras para reduzir a velocidade e causando mais atrasos e congestionamentos que se resolverá o problema. A questão são os maus condutores, especialmente motociclistas, que não respeitam as leis, usam de alta velocidade, ultrapassagens pela direita, etc. É preciso monitorar, fiscalizar e penalizar os motoristas que desrespeitam as leis de trânsito. Isto resultará em menos acidentes.”

Alaíde Ferreira

19 de abril, 2024 | 10:49

“Como pedestre, estava atravessando na faixa! Andando devagar por problemas de saúde, junto comigo estava um Sr. mais idoso! O motorista em velocidade não compatível com a avenida João Valentim Pascoal( centro)! Teve que parar! Mas me xingou muito, fez gestos obscenos! Fiquei indignada! Agindo assim , pena que não vai ficar idoso, vai morrer jovem!”

Marley

19 de abril, 2024 | 10:48

“O Sr. Rodrigo em seu comentário as 08:35 escreveu muito bem .
Porém o trânsito de Ipatinga e regiões está uma tragédia . Um horror .
No novo cruzeiro tem uma passarela e teve atropelamento embaixo da mesma .
No Iguaçu tem a passarela e já teve atropelamento e acidentes fatais embaixo da mesma .
No centro tem o mergulhão da Usiminas e já teve atropelamento em cima do mesmo . Até carro já caiu lá embaixo .
Então é colocar quebra mola alto mesmo e radares que peguem esses motoristas e motoqueiros sem noção . Infelizmente .!
Parabéns ao polícial pela iniciativa de solicitar essas medidas drásticas e trágicas para região.
Sem contar que essa BR 381 não tem praticamente faixa de trânsito pintadas a tempo .
Infelizmente estamos perdidos .!
Parabéns.!”

Anáide

19 de abril, 2024 | 10:44

“Passando da hora das autoridades competentes fazer alguma coisa pra melhorar este trecho. As carretas que cortam o shopping para pegar acesso a 381 estão colocando muita gente em risco. Eu tenho trauma de passar alí. Em abril do ano passado eu e meu esposo fomos arrastado dentro de um Corsa na frente de uma carreta que saiu do shopping até o antigo escritório central da Usiminas. Não morremos por milagre de Deus. Chovendo forte, horário de pico 18:40 e o motorista nem viu que estava arrastando um carro. Só parou porque um carro que estava atrás do nosso ultrapassou ela e foi dando sinal. Na hora que parou no acostamento que viu. Até o motorista da carreta estava assustado. Imagina nos que estávamos sendo arrastados..? isto foi mesmo um milagre. Deus estava nos cuidando! ?”

Rx

19 de abril, 2024 | 10:23

“Virão aí né a própria polícia solicitando os radares devido os acidentes graves no trânsito.
Quando colocar não vem culpa prefeito nenhum não viu.
Tá passando da hora mesmo. Se colocar só uns 20 já ajuda”

Israel

19 de abril, 2024 | 09:18

“Aproveitando a oportunidade e solicitar aos órgãos responsáveis, uma solução simples para normalizar o trânsito no trevo do parque caravelas, adotar o mesmo sistema de João Monlevade, fechar o tráfego do centro das pistas e colocar todo mundo circulando pelas laterais, dessa forma o trânsito seria continuo sem afetar quem tem que retornar para o bairro e para acessar a rodovia.”

Blitz Onde?

19 de abril, 2024 | 09:16

“O tanto de inabilitado e veículos irregulares que Ipatinga possui é assustador. Blitz onde?. Se realmente tivesse acontecendo pontualmente a cidade não estaria essa loucura no trânsito.
Vale ressaltar que no bairro Bom Retiro possui 3 passagens de pedestre seguida (próximo ao CD), onde o trânsito poderia fluir melhor caso fizessem uma passarela e assim diminuiria os acidentes que acontecem e aumentaria a segurança para os pedestres.”

Antonio

19 de abril, 2024 | 09:09

“Nem radar nem quebra-molas serão capazes de deter os motoristas de Ipatinga. O problema não é a via. O problema é quem está atrás do volante. Querem um exemplo? Tinha acabado de sair da BR-381 e entrei na rua Pedras Preciosas no Iguaçu na quinta-feira. Assim que comecei a descer, procurei reduzir ao máximo, pois há quebra-molas e essa rua é apertada. Pois foi só pensar nisso que, repentinamente, um indivíduo, numa caminhonete S10 branca, saiu da rua Berilo e entrou na Pedras Preciosas, sem se importar com o fluxo que descia. Como já estava freando, apenas reduzi ainda mais para não bater no ?cidadão de bem?'.”

Jns

19 de abril, 2024 | 08:44

“TRÂNSITO SINISTRO

O velho amigo Herquinho, motorista com vasta experiência profissional, confessou que está apavorado com o trânsito sinistro da BR-381, observado no trecho entre os bairros Veneza e Horto.

Ele apontou a instalação de radares e de quebra-molas como soluções paliativas para reduzir o índice de acidentes fatais em Ipatinga.”

Rodrigo

19 de abril, 2024 | 08:35

“Não vejo motivo algum para a instalação de radares e principalmente do famigerado quebra molas. O policial deveria lembrar que o caso da senhora atropelada, poderia ter sido evitado se naquele local tivesse uma passarela. Já os outros acidentes,vale lembrar que essa via é utilizada não somente por moradores do vale do aço, mas também por muitos que utilizam para ir a várias outras cidades, principalmente praias ,e o número de veículos aumentou bastante, já a pista de rolamento continua a mesma.
Esse caso também pode ser comparado com a cidade de Ipatinga. As vias,ruas e avenidas, continuam as mesmas de muitos anos atrás,mas o número de veículos, aumentou bastante.
O que é necessário é um estudo que engloba as melhorias das vias da nossa cidade.
Como o poder público não pensa em gastar pela melhoria,a situação vai continuar perigosa pra todos.”

Envie seu Comentário