Expo Usipa 2024 02 - 728x90

08 de maio, de 2024 | 16:18

Com catástrofe no Rio Grande do Sul, supermercados no Vale do Aço começam a limitar compra de arroz

Estado gaúcho é responsável pela produção de 70% de todo o arroz consumido no país, e com as enchentes, produção e distribuição serão afetadas

Silvia Miranda
Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) pretende importar o produto já industrializado e empacotado Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) pretende importar o produto já industrializado e empacotado

Alguns supermercados da Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) começam a limitar a compra de arroz por cliente. A medida vem após as fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul, responsável pela produção de 70% de todo o arroz consumido no país.

Na última terça-feira (7), o governo federal anunciou uma possível importação do grão, para evitar a alta no preço do alimento. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) pretende comprar o produto já industrializado e empacotado no mercado internacional.

E já nesta quarta-feira (8), uma rede de supermercados do Vale do Aço fixou cartazes alertando os consumidores para a compra limitada de cinco pacotes de arroz para cada cliente, conforme registrado pela reportagem do Diário do Aço na unidade de Coronel Fabriciano. Até então as prateleiras estão bem abastecidas com oferta de diversas marcas do produto.

Conforme dados da Agência Brasil, o Rio Grande do Sul responde por 70% da produção nacional do arroz. Mas as chuvas que atingiram o estado nos últimos dias prejudicaram a produção agropecuária. Mortes de animais, perda de lavouras e estragos à semeadura de pastagens de inverno são alguns dos danos provocados ao agronegócio do estado.

O presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Gedeão Pereira, disse que os impactos foram diferentes em cada região.

No litoral, por exemplo, houve grande perda de lavouras de soja e alagamento de silos de arroz. “O litoral foi seriamente impactado na cultura da soja, que ficou embaixo d’água. Isso é perda total. Mas já pegou bastante adiantada a colheita do arroz, acima dos 70%, 80%, o que colocou o arroz a salvo, a não ser por algum silo que ficou com 1 metro de água em sua base”, afirmou.

Situação em Minas
Por meio de nota enviada ao Diário do Aço, a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa-MG) informou que, neste momento, não há cenário de desabastecimento de arroz em Minas Gerais.

A Secretaria também esclareceu que cerca de 80% da safra de arroz do RS já foi colhida. "Neste cenário, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa-MG), segue atenta às deliberações do Governo Federal sobre o tema", conclui a nota.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Gerson Mendes Siqueira

10 de maio, 2024 | 21:36

“Os donos de supermercados, são igual aos urubus. Visam o lucro não importa qual seja a causa, sem bom senso, sem solidariedade brasileiros temos que nos unir e fazer um boicote nessas grandes redes de alimentação.
BRASILEIROS UNIDOS.”

Pablo Santos

10 de maio, 2024 | 08:39

“A população não está comprando pensando na falta do arroz e sim no preço exorbitante que há de se instaurar nos próximos meses, se não semanas!”

Carlos

10 de maio, 2024 | 06:48

“Já estão usando de sacanagem aproveitar da situação, arroz que estava de 29 reais foi pra 35 reais de um dia para o outro ,povo aproveitador da situação e por isso que Deus que Deus tem que acabar com esse mundão Memo.”

Jose

09 de maio, 2024 | 14:27

“EU PAGO ATE 50 REAIS NO ARROZ MAS E COM MUITO AMOR”

Não Vai Faltar Arroz

09 de maio, 2024 | 11:38

“Vai ser retirado imposto de importação e vai sobrar arroz no mercado igual aconteceu com o leite. Depois agro vai chorar para voltar os impostos. Assim funciona a globalização.”

Jns

09 de maio, 2024 | 09:33

“Estoque de Fraldas Infantis

O sagaz consumidor notou que as fraldas infantis encontravam-se em oferta num dos supermercados do glorioso Vale do Aço.
Para cuidar, com carinho e zelo, da amada filhota recém-nascida, o velho parça arrematou todo o estoque de fraldas disponível.

Hoje, três décadas mais tarde, a bela morena cuida do antigo estoque de fraldas, compradas pelo bondoso e precavido paizão, para vestir os netinhos dele.”

Marcos Souza

09 de maio, 2024 | 07:27

“comprei arroz de uma marca conhecida ontem a R$27,90 as 14:00 horas, voltei ao mesmo supermercado as 18:00 hs e o mesmo já estava a R$ 32,98. Cadê o PROCON? Vamos fiscalizar gente e aplicar multas, na pandemia foi a mesma coisa arroz chegou a R$ 38,00 reais, fora a carne e demais itens da cesta.”

Damião de Assis

08 de maio, 2024 | 23:16

“A ganância insaciável é um dos tristes fenômenos que apressam a autodestruição do homem.”

Geraldo Magela da Silva

08 de maio, 2024 | 22:50

“Isso e palhaçada e ganância dos empresários para dobrar os preços do arroz”

Feliz

08 de maio, 2024 | 22:28

“Lembro que com bolsonaro ele segurou a bronca da epidemia vamos ver agora com o lula”

Frliz

08 de maio, 2024 | 22:27

“Conto de fada. limita. Pra fazer medo e depois enchem o bolso .eo pobre que ja ta individado endivida mais pois com medo de acabar vai la e faz outra compra.”

Elizabeth dos Santos Oliveira

08 de maio, 2024 | 22:24

“Noo Juliana vc pra burra só falta as duas orelhas”

João Elias Moreira

08 de maio, 2024 | 20:01

“Palhaçada ! Pura estratégia ,aumentam o preço ,colocam aviso que esta limitado a venda por pessoa a 1 fardo por pessoa ,ai as pessoas ficam assustadas e quem costumava comprar 5 kg ,acaba levando um fardo 25 kg ! Na pandemia cai nesse truque e comprei 10 Litros de Óleo na promoção limitada a 12,00 reais ,na semana seguinte caiu para 9,0 me lasquei !kkkkk Nunca mais ...”

Eu Eu Mesmo e Irene

08 de maio, 2024 | 19:56

“Se não houvesse egoísmo e sim solidariedade, não precisava disso. Infelizmente, tem muitos que preferem ter 100 kilos em casa e o vizinho nenhum. Na pior das hipóteses, a comida está garantida. Com diz o ditado, tem dois momentos que se conhece melhor o ser humano: na ira e na fome. Acrescente também nas tragédias.”

Songo

08 de maio, 2024 | 19:24

“Essa Juliana nos comentários é burra hein? Farinha tem nada a ver com arroz.”

Pobre de Direita

08 de maio, 2024 | 19:05

“A culpa é do comunismo...vamos ter q comer angú e canjiquinha...e carne de cachorro que nem na Venezuela...kkk”

Marley

08 de maio, 2024 | 17:36

“Já começou a ganância do ser humano .
Além de aumentar o preço , ainda ameaça de faltar .
Só Jesus na causa viu .!”

Juliana

08 de maio, 2024 | 16:36

“? só usar farinha no lugar do arroz.”

Envie seu Comentário