19 de maio, de 2024 | 10:00

Vale do Aço tem índices de alfabetização superiores à média de Minas Gerais e do Brasil

Marcello Casal Jr./Arquivo Agência Brasil
IBGE aponta tendência de aumento da taxa de alfabetização das pessoas de 15 anos ou mais ao longo dos censosIBGE aponta tendência de aumento da taxa de alfabetização das pessoas de 15 anos ou mais ao longo dos censos

A taxa de alfabetização na Região Metropolitana do Vale do Aço (RMVA) é superior aos índices de Minas Gerais e do Brasil. Os resultados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta semana, mostram que 96% da população na região sabe ler e escrever, enquanto o índice geral do estado é de 94%.

Os dados são do Censo Demográfico 2022 – Alfabetização, publicados sexta-feira (17) pelo IBGE. Segundo o instituto, em Coronel Fabriciano são 81.601 alfabetizados, representando 95,67% da população e 3.695 (4,33%) são considerados analfabetos. Em Ipatinga o índice de alfabetização chega a 96,4%, totalizando 180.448 moradores que sabem ler e escrever e 6.743 (3,6%) que não sabem.

Em Timóteo os números de alfabetização também ultrapassam os 96% com 65.027 (96,88%) pessoas, já os analfabetos são 2.096 (3,12%). No município de Santana do Paraíso, a taxa de alfabetização é 96,42%, o que representa 34.180 pessoas e 3,58%, ou seja, 1.269 moradores, não são alfabetizados.

O gerente regional do IBGE, Douglas Menezes, comenta que, em comparação com 2010, ano do último Censo, todos os municípios da região metropolitana tiveram aumento na taxa de alfabetização, bem como em Minas Gerais e no Brasil.
"Chama a atenção que todas as quatro cidades ostentam índices de alfabetização acima dos registrados em Minas e no Brasil. Destoa também o índice de alfabetização dos indígenas, a menor dentre todas as cores/raças, chamando atenção os de Santana do Paraíso, em especial os indivíduos do sexo feminino".

Douglas Menezes também destaca que os indivíduos da cor/raça amarela e branca são os que apresentam os maiores índices. Confira, nas tabelas abaixo, os comparativos da alfabetização, conforme os dados do IBGE.



Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Maria das Graças Batista Lima

21 de maio, 2024 | 11:36

“Como Pedagoga, feliz em saber que nossa região alcançou tal índice, Na verdade somos uma cidade, no caso Ipatinga, que segundo pesquisas, uma das cidades que mais aprova alunos nas universidades Federais do país. Então temos motivos para comemorar.”

Rj

20 de maio, 2024 | 15:04

“Ô Veiwer, bolsonarista de carteirinha, o povo das esquerdas não é mais nem menos inteligente, parece que estudamos mais e damos mais valor à Ciência, nesse caso específico, aos dados estatísticos, que estão à disposição de qualquer um.”

Geraldo Magela

20 de maio, 2024 | 13:21

“Tião Aranha,

Desde quando a Rússia tem a melhor educação do mundo? é a Noruega! Que por sinal é de esquerda. Aprende um pouco fiote!”

Inácio

20 de maio, 2024 | 13:18

“RJ, Tião Aranha é um falso moralista travestido de defumador de embutido. É da turma das fakes news. É da turma dos usurpadores.

Parabéns a todos os professores.”

Viewer

20 de maio, 2024 | 09:23

“Interessante, algo que deveria ser comemorado como uma noticia boa por todos é usado por esquerdistas como meio para atacar opositores ideológicos mesmo que eles defendam ideais que nunca deram certo em lugar nenhum.

Citar a Russia soviética como exemplo quando é claro que há uma propaganda que distorce os fatos (como acontece hoje em qualquer regime) é um exemplo da cegueira ideológica.

E esse pessoal ainda se acha inteligente... patético.”

Paulo

20 de maio, 2024 | 07:13

“A industrialização é a grande responsável pelo bom índice alfabetização. As empresas precisam de mão de obra qualificada para tocar a produção, os governos precisam das empresas pra gerar impostos e o trabalhador precisa se qualificar para ter o emprego. Esse ciclo virtuoso, é que tira as pessoas do assistencialismo.”

Rj

19 de maio, 2024 | 22:08

“Ô Tião Aranha, a taxa de alfabetização da Federação Russa é de 99,4%, graças ao longo período que a "esquerda" administrou o país. Em 1991, quando a URSS acabou, o índice das pessoas que sabiam ler e escrever era de 100%.
Você só se esqueceu de "ressaltar o trabalho da SRE". Depois ficam chateados quando alguém relaciona a direita com ignorância, terraplanismo, antivacinas, intolerâncias etc.”

Tião Aranha

19 de maio, 2024 | 18:57

“Papel aceita tudo, Timóteo c/ um índice acima dos 96 por cento de alfabetização tá bem superior a da Rússia que tem uma das melhores Educação do mundo. Quem tá no meio da coisa sabe que a realidade é bem diferente. Isso deve ser coisa da Esquerda. "Me engana que eu gosto!". Rs.”

Renato

19 de maio, 2024 | 16:23

“Aqui tem muita gente ignorante. Alfabetização não quer dizer inteligência. Olha o tanto de bolsonarista na cidade de Ipatinga. Esse povo vive de fakenews e não tem a inteligência mínima necessária pra ter uma visão crítica das coisas.”

Laura Maria de Castro Morais

19 de maio, 2024 | 12:01

“Parabéns! Cabe ressaltar o trabalho da Superintendência Regional! Que continue persistindo, pois só através da educação conseguiremos um Brasil mais justo e igualitário!”

Gildázio Garcia Vitor

19 de maio, 2024 | 11:00

“Excelente notícia! Mas alguns fatores socioeconômicos têm que ser levados em consideração, tanto em nivel estadual quanto Nacional, como, por exemplo, o norte de Minas e o Vale do Jequitinhonha e as Regiões Norte e Nordeste, em virtude das disparidades existentes, quando comparadas com o nosso Vale do Aço e sua economia urbana-industrial de grande expressão Nacional.
Aproveito para parabenizar às Professoras Alfabetizadoras, que são, junto com as famílias dos discentes, as responsáveis por este números. Então, Parabéns! Obrigado!”

Envie seu Comentário