03 de julho, de 2024 | 15:55

PCMG e PCES fazem operação contra fraude de consórcios

Divulgação
Quadrinha tinha montado um esquema especializado em fraudar e comercializar cartas de crédito de consórciosQuadrinha tinha montado um esquema especializado em fraudar e comercializar cartas de crédito de consórcios

As polícias Civil de Minas Gerais (PCMG) e do Espírito Santo (PCES) deflagraram nesta quarta-feira (3/7), uma operação para cumprimento de três mandados de prisão temporária e quatro de busca e apreensão nos municípios capixabas de Vila Velha e Colatina. O objetivo da ação foi desarticular um esquema de fraude de consórcios, que fez vítimas em Minas Gerais.

Conforme investigações da PCMG em Ipanema, no Vale do Rio Doce, golpes aplicados por meio da venda de cartas de consórcios fraudadas eram aplicados, causando prejuízo de quase R$ 600 mil a empresários. Os investigados estariam enganando as vítimas com promessas de consórcios vantajosos, que não existiam.

Durante a ação, foram apreendidos diversos documentos e dispositivos eletrônicos que serão analisados para aprofundar a investigação e identificar possíveis outros envolvidos no esquema criminoso. As prisões temporárias dos suspeitos permitirão a continuidade dos levantamentos e a coleta de mais provas.

“Esta operação demonstra o compromisso da PCMG e da PCES em combater crimes de fraude e proteger a integridade financeira de nossos cidadãos. Continuaremos trabalhando juntos para garantir que os responsáveis sejam devidamente punidos”, afirmou o delegado Alfredo Serrano, responsável pela Delegacia de Polícia Civil em Ipanema.

Acredita-se que possam existir outras vítimas da quadrilha. Qualquer informação adicional que possa auxiliar na investigação pode ser comunicada pelo telefone (33) 3314-1418 ou pelo Disque-Denúncia 181, com a garantia do sigilo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário