07 de julho, de 2024 | 11:00

Atenção com as palavras

Paulo Hayashi Jr. *

O mundo pode ser de provas e testagens do ser devido aos empecilhos, contratempos e conflitos que somos confrontados a toda hora. Todavia, estes eventos desagradáveis podem representar formas de desenvolvimento das luzes pelo discípulo de Jesus Cristo. Deste modo, por pior que sejam as experiências, é essencial que se mantenha como escudeiro fiel de Jesus. Ou nas observações de Mateus: "Não é o que entra pela boca o que torna uma pessoa impura, mas o que sai da boca, isto sim, corrompe a pessoa" (Mt 15:11).

As palavras têm poderes não apenas de comunicar os pensamentos como também de exprimir a própria situação espiritual do ser. Por meio delas, construímos o mundo em que nos adaptamos e também, expressamos nossa educação. Pessoas educadas não discutem, gritam ou agridem por meio das falas, mas criam admiração e boa vontade no próximo. Como uma maneira de melhorar a existência sem violência, mas com presteza e justiça.
“As palavras têm poderes não apenas de comunicar os pensamentos como também de exprimir a própria situação espiritual do ser”


Se a cada um segundo as suas obras, mais vale a pena ficar calado do que cometer injustiças ou de criar lesões morais na mente e na consciência. Esta última representa o tribunal íntimo de Deus e não há saúde sem o devido equilíbrio moral. Amar o próximo como a si mesmo representa amar a si por meio dos outros. Cabe a cada um legitimar seu amor próprio e sua condição superior através das palavras, as quais se tornam dádivas para àqueles que trilham a verdade de Cristo. As palavras semeiam amor, paz e esperança, ou o contrário. Cabe a cada um escolher com sabedoria, pois aquilo que se planta, colhe.

(*) Doutor em Administração. Professor e pesquisador da Unicamp.

Obs: Artigos assinados não reproduzem, necessariamente, a opinião do jornal Diário do Aço
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Tião Aranha

08 de julho, 2024 | 18:59

“Bom texto, o ideal seria se a palavra fosse apenas ponte para unir ou ligar as pessoas. Mas tem que existir o debate, ou a discussão dos temas para que se chegue ai consenso, porque senão fica só políticos falando por nós. Gosto de falar, e não me importo se falem de mim. "Os ímpios não serão perdoados". Quem cala consente. Discutir com ignorantes é tolice. Rs.”

Envie seu Comentário