09 de julho, de 2024 | 17:08

Preço da gasolina já passa de R$ 6 em postos do Vale do Aço

Matheus Valadares
Repasse do reajuste foi feito de forma quase que imediata aos clientesRepasse do reajuste foi feito de forma quase que imediata aos clientes
Por Matheus Valadares - Repórter Diário do Aço
Em menos de 24 horas após o anúncio oficial de aumento em R$ 0,20 no preço do litro da gasolina, feito pela Petrobras nesta segunda-feira (8), os postos de combustíveis do Vale do Aço já repassam o acréscimo aos clientes. Nesta terça-feira (9), em alguns estabelecimentos, o preço já ultrapassa os R$ 6.

No início da tarde de terça, a reportagem encontrou o combustível sendo vendido a R$ 6,09 em um posto à margem da avenida Presidente Tancredo Neves, no bairro Caladinho, em Coronel Fabriciano. O preço praticado no mesmo local na semana passada pelo litro de gasolina era de R$ 5,89.

O mesmo preço foi encontrado em um posto de outra bandeira, localizado no bairro Veneza II, em Ipatinga.
Pela manhã, no distrito de Melo Viana, em Coronel Fabriciano, um posto vende a gasolina comum por R$ 5,99 se o pagamento for em dinheiro, débito ou Pix. Caso seja utilizado o cartão de crédito, o preço do combustível sobe para R$ 6,09 o litro.

O reajuste
Nesta segunda-feira, a Petrobras anunciou o reajuste de 7,12% no preço de venda da gasolina para as distribuidoras, passando a ser de R$ 3,01 por litro.

A estimativa era que o impacto no preço da gasolina vendida ao consumidor final, que tem 27% de etanol em sua composição, fosse de R$ 0,15 por litro, no entanto, em alguns estabelecimentos o acréscimo foi de R$ 0,20. O valor cobrado pelos postos de combustível depende de cada varejista, uma vez que ainda são incluídos no valor as margens de lucro do comerciante e da distribuidora, além dos custos associados ao transporte.

Segundo a Petrobras, esse é o primeiro reajuste da gasolina neste ano. A última vez que a estatal havia modificado o preço do produto havia sido em 21 de outubro de 2023, quando houve redução de 4%. O último aumento ocorreu em 16 de agosto daquele ano (16%).

Em nota enviada à reportagem do Diário do Aço, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais (Minaspetro) se posicionou a respeito do anúncio da Petrobras.

“A despeito do anúncio divulgado pela Petrobras de R$ 0,20 no preço do litro da gasolina, os postos do estado vêm percebendo, nas últimas semanas, um aumento do custo do produto que está sendo repassado pelas distribuidoras. Para se ter uma ideia, nos últimos 30 dias, o etanol anidro – que compõe o preço da gasolina em 27% – subiu R$ 0,29.

Assim como a população, o empresário repudia qualquer aumento de preço do combustível, o que reflete diretamente em perda de venda na pista de abastecimento e aumento da necessidade de capital de giro. É preciso reforçar que o posto é o último elo da cadeia produtora de combustível, ficando, assim como os consumidores, à mercê de distribuidoras, refinarias e produtoras de etanol”, afirmou a instituição em nota.

GLP
A Petrobras também anunciou aumento do preço do gás de cozinha (GLP), que subirá R$ 3,10 por botijão de 13h kg (9,81%) e passará a custar R$ 34,70. O último ajuste no preço do gás de botijão havia sido feito em 1º de julho de 2023, quando houve queda (-3,9%). O último aumento (24,9%) havia sido feito em 11 de março de 2022.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Pazzo

11 de julho, 2024 | 07:53

“Cheguei a pagar quase 8 com Bolsonaro , enquanto não chegar nesse patamar esta bom”

Zezé

10 de julho, 2024 | 20:18

“O problema no Brasil é a carga de impostos que é imposta pelo sistema de taxação. A sede de verbas que é tirada do povo pelo governo pra manter o cabide de emprego dos que garante os votos dos sagazes políticos dessa nação. O atual presidente da República aumentou o número de Ministros e com isso com certeza veio junto uma avalanche de funcionários público. Aqui no Brasil o sistema de arrecadação é através da taxação do consumo e não da produção, agora justamente hoje 10/07 estão discutindo a reforma fiscal na Câmara Federal que pouco ou nada vai resolver e podendo até mesmo ser pior.”

Stop

10 de julho, 2024 | 07:26

“Feliz, use seu intelecto na pandemia tinha pouso uso de gasolina era para ter abaixado o preço e a Guerra continua da
Rússia e agora temos outra Guerra a de Israel se for usar sua desculpa era para tá mais caro”

Mineiro Trouxa

10 de julho, 2024 | 06:17

“O correios tinha que usar caminhão tanque nas entregas. A petrobras anunciou o aunento da gasolina e já chegou gasolina com preço novo nos postos. Imagina suas encomendas chegando de um dia para o outro...”

Homem da Primeira Hora

10 de julho, 2024 | 02:28

“Especulação e assim mesmo, vende quem está disposto a lucrar, o posto que não pratica preço razoável, e só ignorar e procurar outro, posto que dá lucro e posto que vende.”

Feliz

09 de julho, 2024 | 23:16

“Pqp no gov bolsonaro tava a 7 e muitso criticaram mesmo com pandemia e guerra agora tudo normal e a gaz ja ta a 6.10 e ninguem fala nada imprensa. Nao fala nada”

Stop

09 de julho, 2024 | 17:18

“Semana passada a gasolina estava a R$5,50 a Petrobras subiu 20 centavos no preço somente da gasolina e gás
Algo de errado não estar certo alguém quer lucrar muitooooooo”

Envie seu Comentário