09 de janeiro, de 2024 | 12:54

Superstições de cassino: crenças e mitos no mundo do jogo

Ilustração / pexels.com

Todo mundo sabe que, no mundo dos cassinos, a sorte conta mais pontos do que a técnica. Você provavelmente conhece aquele ditado “não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem!”. Portanto, não é de se admirar que tantos jogadores se apeguem às famigeradas superstições de cassino para dar um empurrãozinho à boa sorte.

Muitas pessoas, ao experimentar os jogos de cassino online na Betfair, têm crenças e manias muito curiosas, para dizer o mínimo. Elas vão desde a cor das roupas utilizadas enquanto se joga até a posição das pernas, além do uso dos já conhecidos amuletos da sorte. Confira a seguir algumas das superstições de cassino mais famosas.

Pernas cruzadas, nunca!


Uma crença muito comum entre os jogadores é que não se deve jogar jamais de pernas cruzadas. O motivo é simples: não se deve “dar um nó” na boa fortuna nem bloquear as boas energias.

Portanto, se você for uma pessoa supersticiosa, da próxima vez que for girar a roleta, fazer uma aposta ou jogar blackjack na Betfair, convém não dar chance ao azar e evitar cruzar as pernas.

Nada de assobios


Outro hábito que deve ser evitado a todo custo por quem tem superstições é assobiar enquanto joga! Esse é um velho mito que remete aos tempos das grandes navegações marítimas. Naquela época, acreditava-se que assobiar a bordo atraía ventos e tempestades.

Hoje, os navios foram trocados por cassinos online, mas a crença se mantém. Na dúvida, não custa nada evitar os temidos assobios durante as rodadas.

Cuidado com os números


No mundo dos jogos, alguns números são considerados positivos, e outros, negativos. O número 7, por exemplo, é tido como um número de sorte. Já o número 13 é considerado um número que dá azar e deve ser evitado. Jogar algum jogo de cassino na sexta-feira 13? Para algumas pessoas, isso seria inadmissível!

E o mais bizarro é que essa crença extrapola o universo dos cassinos: em alguns países, existem até mesmo edifícios que aboliram o 13º andar: o elevador vai do 12º para o 14º, pulando o número que supostamente traria mau agouro.

Vermelho é a cor mais sortuda


Uma das superstições de cassino mais emblemáticas diz respeito às cores usadas pelos jogadores. No mundo dos cassinos, existe a crença de que o vermelho é uma cor associada à vitalidade, à sorte e à prosperidade. Não à toa, em alguns países orientais essa é a cor usada pelas noivas no dia do casamento.

Por esse motivo, é muito comum que os jogadores mais supersticiosos utilizem pelo menos uma peça de roupa vermelha na hora de fazer suas apostas, na esperança de que o tom traga boa fortuna.

Cuidado com os dados


Há diversos hábitos envolvendo os dados do jogo que são levados muito a sério por aqueles mais supersticiosos. Por exemplo, assoprar ou aquecer os dados antes de lançá-los atrai bons presságios e é garantia de uma boa jogada.

Desconfie se o jogo demorar a carregar


Em um cassino online, existe a crença de que, se o jogo demorar demais a carregar, isso é um mau presságio e um sinal de que o jogador deve desistir daquela partida. É claro que tudo pode ser justificado por uma instabilidade na conexão – mas não custa nada prevenir.

Atenção a perdas recorrentes


Se o jogador está perdendo sistematicamente, em várias rodadas, pode ser sinal de que a sorte decidiu abandoná-lo. Por isso, muitas pessoas desistem de jogar após perder muitas vezes seguidas, mesmo sabendo que é estatisticamente impossível ganhar em todas as jogadas.

Tenha amuletos da sorte


Muitos jogadores se apegam a amuletos para favorecer a sorte. Podem ser figas, figuras de Buda ou do Manekineko (o gato da sorte japonês), trevos de quatro folhas, olhos gregos, objetos em forma de pimenta ou até itens pessoais específicos que o jogador acredite trazer boas energias.
E você, também tem superstições de cassino? Acredita em algumas das superstições listadas aqui? Seja qual for a sua crença, o importante é continuar jogando para se divertir.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário